Android Geek
O maior site de Android em Português

Mónaco lança a primeira rede 5G construída pela Huawei na Europa

À medida que a tecnologia está lentamente, a mudar de 3G e 4G para o 5G, a Europa viu-se dividida com a abordagem de usar o equipamento da Huawei, já que a gigante chinesa é pioneira na tecnologia 5G.

O Mónaco lançou a tecnologia de rede móvel 5G da próxima geração e, com isso, tornou-se o primeiro país da Europa a lançar a rede 5G com base na tecnologia fornecida pela Huawei, com sede na China. O desenvolvimento ocorre num momento em que os Estados Unidos proibiram a Huawei citando a segurança nacional, e têm pressionado os seus aliados a abandonarem a Huawei para o desenvolvimento de infraestrutura para a tecnologia de comunicações da próxima geração. À medida que a tecnologia está lentamente, a mudar de 3G e 4G para o 5G, a Europa viu-se dividida com a abordagem de usar o equipamento da Huawei, já que a gigante chinesa é pioneira na tecnologia 5G. Huawei No ano passado, em setembro, a Monaco Telecom, que é de propriedade do bilionário francês Xavier Niel, assinou um acordo com a Huawei para tornar o pequeno principado o primeiro país da Europa totalmente coberto por 5G. Durante a cerimónia de inauguração, o presidente da Monaco Telecom, Etienne Franzi, disse: “Nós somos o primeiro estado a ser totalmente coberto por uma rede 5G. No Mónaco, o 5G é a promessa de uma melhor qualidade de vida para todos e oportunidades excepcionais. ”Defendendo a decisão de usar equipamentos da gigante chinesa de telecomunicações Huawei, o director geral da Monaco Telecom, Martin Peronnet, disse em maio do ano passado que“ há muitos países e operadoras que estão em processo de finalizar o lançamento do 5G com a Huawei ou que já o fizeram. ”O envolvimento da Huawei na implementação de redes 5G tornou-se uma questão política depois que os Estados Unidos levantaram preocupações sobre possíveis riscos de segurança, e empurrou os seus aliados mais próximos para rejeitarem a empresa chinesa.

As agências de inteligência dos EUA acreditam que a Huawei é apoiada pelos militares chineses e que o seu equipamento poderia fornecer aos serviços de inteligência de Pequim uma BackDoor das redes de comunicação de países rivais. No entanto, a Huawei negou todas essas alegações e os Estados Unidos não forneceram evidências para fazer face às suas alegações. A Huawei alega que assinou 50 contratos em todo o mundo, onde se incluem 28 com operadoras europeias, para tecnologia 5G. A Coreia do Sul já anunciou a cobertura completa de 5G em todo o país, enquanto na Europa nações mais pequenas como Suíça, Finlândia e Estónia já começaram a implantar a tecnologia.

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais