Lojas japonesas combatem mercado negro de PS5 com apenas uma caneta

Segundo Informações da VGC, a cadeia de lojas Nojima Denki tomou medidas, escrevendo o nome de cada comprador dentro da caixa PS5. A embalagem do controlador foi também removida.

Não são apenas os consumidores que estão fartos do mercado paralelo, as lojas também não gostam que os seus produtos sejam comprados para serem revendidos a preços exorbitantes. No Japão, algumas redes de vendas decidiram tomar medidas contra o mercado negro de PS5 utilizando nada mais do que um marcador.

Segundo Informações da VGC, a cadeia de lojas Nojima Denki tomou medidas, escrevendo o nome de cada comprador dentro da caixa PS5. A embalagem do controlador foi também removida. É verdade que ainda podem tentar vender uma PS5 marcada desta forma, pois é necessário informar os potenciais compradores da marca ou arriscar-se a que a venda seja rejeitada quando o comprador reparar. Outra desvantagem é o nome ser potencialmente associado como participante ativo do mercado paralelo de equipamentos electrónicos.

Lojas japonesas combatem mercado negro de PS5 com apenas uma caneta 1

Segundo Informações PSU, a loja japonesa GEO tem um sistema semelhante de marcação. A GEO vende consolas PS5 usando um sistema de lotaria com a sua aplicação móvel. Qualquer participante da lotaria deve concordar em ter um X desenhado na embalagem do controlador DualSense incluído com a consola. Embora não seja tão extremo quanto o sistema da cadeia de lojas Nojima Denki (e, portanto, não tão eficaz), é provável que façam pelo menos alguns “chicos espertos” procurarem em outro lugar por novo stock de hardware da Sony.

A PS5 da SONY é apenas um dos exemplos de equipamentos que esgotam no mercado tradicional e depois vêm os seus preços inflacionados em mercados paralelos . O mercado paralelo de equipamento eletrónico está a prosperar tem todo o mundo. Onde não se trata apenas dos consumidores ficarem impedidos de aceder ao novo hardware. Também prejudica as empresas que as produzem, tornando mais difícil para elas medir quantas unidades precisam de produzir.

O mercado paralelo é um problema tanto para os consumidores como para as empresas. O mercado negro PS5 prejudica ambas as partes porque torna a produção de novas consolas mais difícil de prever. Não é apenas a Sony que tem sido afectada por este problema – outros fabricantes como a Apple, Microsoft, Samsung, Huawei etc. também viram os seus produtos vendidos nestes mercados a um preço inflacionado .

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!