LG pode desistir dos Smartphones: “esta é a altura ideal de avaliar com frieza”

A LG é uma das históricas empresas Android, presente na Europa desde o início do sistema operativo móvel Android. Desde o início, a empresa arriscou e colocou todos os recursos possíveis em inovação, mas o investimento não trouxe a recompensa que a empresa esperava.

A LG é uma das históricas empresas Android, presente na Europa desde o início do sistema operativo móvel Android. Desde o início, a empresa arriscou e colocou todos os recursos possíveis em inovação, mas o investimento não trouxe a recompensa que a empresa esperava.

LG pode desistir dos Smartphones: "esta é a altura ideal de avaliar com frieza" 1

Mais especificamente, a divisão móvel desde 2015 que só regista, razão pela qual tem estado na mira dos mais céticos a cada novo trimestre o que não melhora os seus resultados. A possibilidade de deixar o negócio de tecnologia móvel sempre foi discutida em boatos, mas parece que depois dos últimos anos está mais perto de se tornar realidade.

Kwon decide o futuro da divisão móvel da LG

A divisão mobile da LG é, de longe, a que mais pesa sobre a empresa, pois é uma divisão que não vê lucros há mais de cinco anos. O rumor sobre o abandono da referida divisão sempre existiu, mas após as últimas declarações do chefe da divisão mobile da LG , parece que o fim da LG nos smartphones está mais próximo do que nunca.

Numa entrevista ao The Korea Herald, o gestor reconheceu que “Como a concorrência no mercado global de dispositivos móveis está mais frenética do que nunca, é hora da LG pensar com calma e fazer a melhor escolha. A empresa está a considerar todas as medidas possíveis, onde se inclui a venda, retirada ou redução do mercado de tecnologia móvel.

Esta afirmação não é uma confirmação da LG e não se espera que a empresa saia do mercado de tecnologia móvel de imediato.

A LG pode decidir encolher o negócio de smartphones, mas continuar em operação (por exemplo, nos principais mercados e nos modelos mais lucrativos), mas apostar menos num negócio que só dá prejuízo, só significa perder menos.

Diante de possíveis perdas de empregos dos trabalhadores da divisão móvel, Kwon garante que “Aconteça o que acontecer com a direção do negócio de smartphones, os funcionários continuarão a manter os empregos, nesse sentido, não há nada com que se preocupar.” “Independentemente de qualquer mudança na direção da operação de negócios dos smartphones, o emprego está garantido , não há necessidade de se preocupar”,

A tendência não é positiva

LG pode desistir dos Smartphones: "esta é a altura ideal de avaliar com frieza" 2Informações financeiros da LG desde 2014 | Fonte de dados: LG.

Que a LG não esteja a chegar a os resultados esperados é algo que não nos apanha de surpresa. Apesar dos esforços da empresa para se manter atualizada e inovadora, os resultados não correspondem. Já no final de 2018, quando Kwon assumiu as rédeas da LG, esperávamos uma reinvenção completa da divisão móvel e a empresa esperava consegue fazer com que a divisão móvel começasse a gerar lucros até 2021.

Os resultados, apesar de serem ligeiramente melhores em 2020 do que nos respectivos trimestres de 2019, não foram uma grande mudança em relação à era pré-Kwon. No início de 2019, o CEO da LG Electronics explicou que o principal motivo para não deixar o negócio de smartphones é que as inovações do mercado de smartphones permitiram que a sua equipa se preparasse em outras divisões como automóvel ou internet das coisas.

Visto por essa perspectiva, não é bem uma perda, mas um investimento dentro da empresa.

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!