Android Geek
O maior site de Android em Português

Lenovo é o Maior Fornecedor Global De Supercomputadores do Ranking Top500

A base de clientes Lenovo com computadores de elevado desempenho é tão diversa como ampla. 17 das 25 universidades de topo e instituições em todo o mundo desenvolvem as suas atividades de investigação com as abrangentes soluções de HPC e IA da Lenovo.

Hoje, na International Supercomputing Conference (ISC) em Frankfurt, o Lenovo Data Center Group (HKSE: 992) (ADR: LNVGY) deu continuidade à sua estratégia atual e anunciou ter-se tornado no maior fornecedor de computadores TOP500 do mundo, de acordo com o número de sistemas no ranking da lista TOP500. 117 dos 500 supercomputadores mais poderosos na lista TOP500 são Lenovo, o que significa que quase uma das máquinas em cada quatro sistemas (23,4%) desta prestigiada lista é uma solução Lenovo.

 

“No ano passado, anunciámos um objetivo – tornarmo-nos no maior fabricante de sistemas de computação da lista TOP500 até 2020. Atingimos essa meta dois anos antes do plano original”, disse Kirk Skaugen, Presidente do Lenovo Data Center Group. “Esta distinção sublinha o nosso compromisso de colocarmos sempre a satisfação do cliente em primeiro plano, disponibilizando inovações e performance topo de gama, e assumindo-nos como o mais fiável parceiro de data center. Somos motivados diariamente pelos cientistas e pela sua revolucionária pesquisa à medida que trabalhamos em conjunto para resolver alguns dos maiores desafios da humanidade”.

 

A base de clientes Lenovo com computadores de elevado desempenho é tão diversa como ampla. 17 das 25 universidades de topo e instituições em todo o mundo desenvolvem as suas atividades de investigação com as abrangentes soluções de HPC e IA da Lenovo. A empresa, com sede em Morrisville, NC, EUA e Pequim, China, permite uma investigação disruptiva em mais de 160 países em campos que vão da investigação nas áreas do cancro ou do cérebro, passando por astrofísica, ciência do clima, química, biologia, inteligência artificial, indústria automóvel e aeronáutica, entre outras.

 

Entre os exemplos da utilização de inovadores sistemas de supercomputadores da Lenovo, destaque para:

 

·         ITÁLIA: CINECA – O maior centro de computação em Itália; o Supercomputador Marconi está entre os mais rápidos supercomputadores com elevada eficiência energética; os projetos de pesquisa vão desde a medicina de precisão a carros autónomos.

·         CANADÁ: SciNet – Onde se encontra o Niagara, o mais poderoso supercomputador no Canadá; o primeiro do estilo a utilizar a topologia dragonfly; as equipas de investigação contam com 3 petaflops de poder de processamento Lenovo para os ajudar a compreender o efeito das alterações climáticas nos movimentos dos oceanos.

·         ALEMANHA: Leibniz-Rechenzentrum (LRZ) – Um centro de supercomputação em Munique, Alemanha; As tecnologias de água quente Direct to Node da Lenovo reduziram o consumo energético nestas instalações até 40%. Os cientistas levam a cabo simulações de tsunami e de tremores de terra para melhor preverem desastres naturais.

·         ESPANHA: Centro de Supercomputação de Barcelona – O maior supercomputador em Espanha; Votado o “World’s Most Beautiful Data Center” pela DatacenterDynamics; Os cientistas estão a utilizar modelos de inteligência artificial para melhorar a deteção de doenças da retina.

·         CHINA: Universidade de Pequim – O primeiro supercomputador da China utiliza a tecnologia de refrigeração Direct to Node; Os cientistas estão a recorrer a sistemas Lenovo para levarem a cabo estudos de genética e de ciências de vida líderes no mundo.

·         ÍNDIA: Liquid Propulsion System Centre (LPSC) – Um centro de pesquisa e desenvolvimento que trabalha sob a égide da Space Research Organization; utiliza a tecnologia de água quente da Lenovo - Direct to Node - para desenvolver a próxima geração de tecnologias terra para órbita.

·         DINAMARCA: VESTAS – O maior supercomputador na Dinamarca; Vencedor do “Reader’s Choice for Best Use of High Performance Data Analytics” da HPCWire; A Vestas investiga formas de tornar a produção energética ainda mais eficiente através da recolha e análise de dados para ajudar os clientes a escolherem os melhores locais para as suas instalações eólicas.

“A Lenovo tem a capacidade de disponibilizar profundas inovações e uma abrangente abordagem para implementação na maior escala e na mais elevada performance, a trabalhar com os clientes para conceber sistemas de supercomputação que respondam às suas necessidades em termos de design e poder de computação”, disse Madhu Matta, Vice-presidente e General Manager de HPC e IA no Lenovo Data Center Group. “Esta flexibilidade e abordagem de ‘cliente primeiro’ coloca-nos numa posição favorável a um rápido crescimento nos mercados de computação e inteligência artificial de alto desempenho”.

 

Para permitir que os clientes melhorem ainda mais o desempenho e reduzam simultaneamente o consumo de eletricidade, a Lenovo anunciou ainda o Neptune – a sua abordagem holística de três frentes às tecnologias de refrigeração líquida – esta semana no ISC. O Netptune engloba toda a suite de tecnologias de refrigeração líquida, incluindo a refrigeração de água quente Direct to Node (DTN) da Lenovo, assim como as soluções rear door heat exchanger (RDHX) e hybrid Thermal Transfer Module (TTM), que combinam a refrigeração do ar com a refrigeração líquida para garantir uma performance de topo para clientes empresariais de soluções HPC e AI. 

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais