Android Geek
O maior site de Android em Português

Kioxia adia IPO à medida que as preocupações aumentam com as tensões EUA-China e proibição da Huawei

De acordo com Nobuo Hayasaka, CEO e presidente da Kioxia, “Embora tenhamos recebido um interesse significativo de muitos investidores, os principais acionistas e a Kioxia não acreditam que seja do interesse dos acionistas actuais ou futuros prosseguir com o IPO neste momento de volatilidade e preocupações contínuas sobre uma segunda onda de pandemia. ” Em outras palavras, a empresa está preparar-se para o impacto das sanções dos EUA sobre a Huawei com a pandemia em curso.

A Kioxia Holdings, a primeira divisão de memórias da Toshiba, e a segunda maior fabricante de Chipsets de memória flash NAND do mundo, anunciou que adiou o seu plano de ofertas públicas iniciais devido às tensões comerciais EUA-China.

Kioxia

De acordo com Nobuo Hayasaka, CEO e presidente da Kioxia, “Embora tenhamos recebido um interesse significativo de muitos investidores, os principais acionistas e a Kioxia não acreditam que seja do interesse dos acionistas actuais ou futuros prosseguir com o IPO neste momento de volatilidade e preocupações contínuas sobre uma segunda onda de pandemia. ” Em outras palavras, a empresa está preparar-se para o impacto das sanções dos EUA sobre a Huawei com a pandemia em curso.

De acordo com a publicação Nikkei , o recente reforço de sanções contra o gigante chinês da tecnologia, Huawei, também afetou a decisão da empresa japonesa. Para quem não sabe, a Huawei é um cliente conhecido da Kioxia. Além disso, o próprio IPO recebeu muitas críticas dos investidores, já que a empresa estava previsto ser listada por um valor de cerca de 14 mil milhões de dólares americanos, o que teria sido o maior IPO do Japão este ano. Mas empresa estava a oferecer apenas pouco mais de 800 milhões de dólares americanos para o prospecto inicial, que está longe do financiamento necessário para os seus investimentos planeados.

Kioxia

A Kioxia tinha dito que não desistiria do seu IPO e iria reagendar para o final deste ano ou início de 2021. No entanto, uma fonte próxima do projecto afirmou que “as preocupações da Huawei dificilmente serão resolvidas nos próximos três a quatro meses." 40 por cento de todas as vendas do Kioxia são provenientes de Chipsets de memória para smartphones e, com as sanções dos EUA a entrar em vigor a partir de 15 de setembro de 2020, a empresa perderá um cliente importante que representa cerca de 10 por cento das suas vendas totais.

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!