Android Geek
O maior site de Android em Português

Japão pisca o olho a fabricantes de Chipsets como TSMC e Intel

Espera-se que o governo inicie um estudo para avaliar as perspectivas futuras de trazer os principais fabricantes de Chipsets para o país. Esse projecto está a ser realizado pelo Ministério da Economia, e Comércio e Indústria.

Segundo a informação mais recente o Japão planeia atrair fabricantes de semicondutores como, TSMC (Taiwan Semiconductor Manufacturing Company) e Intel. Espera-se que o governo inicie um estudo para avaliar as perspectivas futuras de trazer os principais fabricantes de Chipsets para o país.

Esse projecto está a ser realizado pelo Ministério da Economia, e Comércio e Indústria.

A decisão do governo japonês chega após os efeitos do coronavírus tornarem evidente que a distribuição geográfica de linhas de abastecimento e fornecedores faz sentido na conjectura atual.

O Japão procura investir em projetos de atração de investimento estrangeiro.

Intel

Em termos mais simples, o governo quer atrair empresas multinacionais do Japão de volta ao país e atrair investidores estrangeiros através dessas empresas de grande escala. Um exemplo é a Canon, uma multinacional japonesa conhecida por equipamentos de imagens e produtos ópticos, como câmaras e mais. Neste momento, existem rumores que indicam que a Canon se prepara para sair da China.

Embora várias meios de comunicação chineses tenham procurado uma resposta da Canon em relação a esta especulação, a empresa ainda não respondeu a essas alegações.

O Japão estabeleceu em abril de 2020, um projeto de promoção de investimentos domésticos com 220 mil milhões de ienes (aproximadamente 2 mil milhões de dólares americanos). Esse novo foi estabelecido para atuar como um fundo de emergência durante a crise Económica.

Japão pisca o olho a fabricantes de Chipsets como TSMC e Intel 1

Segundo o Ministério da Economia, Comércio e Indústria, o orçamento será responsável pela reconstrução das cadeias de fornecedores domésticas que se tornaram vulneráveis ​​desde então devido ao COVID-19. Em outras palavras, facilitar a reentrada de empresas japonesas e a produção de volta ao país e, por sua vez, aumentar o investimento estrangeiro. Essa medida pode pôr em causa " a China na cadeia de fornecedores".

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais