Android Geek
O maior site de Android em Português

Intel sai do filme 5G. Apple vai ter que se contentar com a Qualcomm

Depois do litígio inicial começar, a Apple deixou cair a Qualcomm como fornecedor de Chipsets e dependia exclusivamente da Intel como fornecedora de modems LTE para a geração passada de iPhones. À medida que os smartphones 5G chegavam à venda este ano, havia rumores de que os iPhones da Apple 2020 apresentariam modems 5G fabricados pela Intel.

Depois de um acordo surpresa entre a Apple e a Qualcomm após anos de batalhas Judiciais, a Intel revela que vai abandonar o ramo de fabricar modems 5G. O timing desta notícia não é coincidência.

Depois do litígio inicial começar, a Apple deixou cair a Qualcomm como fornecedor de Chipsets e dependia exclusivamente da Intel como fornecedora de modems LTE para a geração passada de iPhones. À medida que os smartphones 5G chegavam à venda este ano, havia rumores de que os iPhones da Apple 2020 apresentariam modems 5G fabricados pela Intel. Agora que a Intel por decisão própria fora da corrida, a Apple esforçou-se para descobrir como poderia competir no espaço 5G em desenvolvimento.

A empresa continuará a atender aos actuais compromissos dos clientes com a linha de produtos de modem para smartphone 4G, mas não espera lançar produtos de modem 5G para smartphone, onde se incluem aqueles originalmente planeados para lançamentos em 2020.

Sobravam os maiores concorrentes,  Samsung e Huawei que poderiam fornecerà Apple modems 5G. A Apple corrigiu as coisas imediatamente com a Qualcomm, e com tempo ainda suficiente para não prejudicar os planos para 2020. A MediaTek foi ainda sondada para vender modems 5G para a Apple, mas essa porta está definitivamente fechada por agora.

Intel sai do filme 5G. Apple vai ter que se contentar com a Qualcomm 1

A Intel avaliará a necessidade de modems 4G e 5G em dispositivos PC e IoT e continuará investindo no seu negócio de infraestrutura de rede 5G.

Estamos muito entusiasmados com a oportunidade em 5G e com a 'cloudificação' da rede, mas no negócio de modem para smartphones tornou-se aparente que não há um caminho claro para a lucratividade e retornos positivos - CEO da Intel Bob Swan

Quanto à Apple e à Qualcomm, as duas empresas comprometeram-se com um valor de pagamento não revelado (da Apple à Qualcomm) e um contrato de licenciamento de seis anos, com vigência a partir de 1º de abril de 2019. Um acordo de fornecimento de chipset por vários anos também fez parte do negócio. Isso significa que podemos esperar ver modems 5G em pelo menos um dos iPhones da Apple em 2020.

Fonte | Através da

 

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais