Android Geek
O maior site de Android em Português

A Huawei vai ajudar a construir a rede 5G do Reino Unido, apesar das preocupações de segurança

Outros membros do GCHQ expressaram preocupação com o uso de provedores de telecomunicações chineses. Mas a posição oficial da organização parece ser de que as ameaças podem ser geridas e minimizadas devido, em parte, ao envolvimento da Huawei com a infraestrutura de rede “não central”.

 

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, concordou em permitir que a Huawei, gigante das telecomunicações chinesas, ajude a construir partes “não centrais” da infraestrutura 5G do país, onde se incluem antenas e outros componentes de rede, de acordo com o The Telegraph. A decisão foi tomada ontem pelo Conselho de Segurança Nacional, do qual May é presidente, e recebeu críticas consideráveis ​​de outros políticos do Reino Unido que temem que os supostos laços com o governo chinês possam abrir cidadãos britânicos, empresas e agências governamentais a ataques cibernéticos e outras formas de espionagem.

O líder do GCQQ, Jeremy Fleming, que já alertou contra ameaças cibernéticas da China e da Rússia no passado, disse ter feito um discurso em Glasgow, na Escócia, aos membros das agências de inteligência da Austrália, Canadá, Nova Zelândia e relembrou o aviso de dos EUA, de acordo com o The Telegraph. Outros membros do GCHQ expressaram preocupação com o uso de provedores de telecomunicações chineses. Mas a posição oficial da organização parece ser de que as ameaças podem ser geridas e minimizadas devido, em parte, ao envolvimento da Huawei com a infraestrutura de rede "não central".

androidgeek-2019-04-22_10-30-23_212348.jpg

A decisão é um notável afastamento de outros membros da própria aliança que Fleming teria abordado ontem. A administração Trump tentou pressionar os aliados a pararem de usar equipamentos Huawei, depois de proibir agências governamentais domésticas e empresários de usarem produtos de empresas chinesas em trabalho. Tanto a Austrália quanto a Nova Zelândia proibiram os produtos da Huawei de trabalharem em projectos nacionais de infra-estrutura de telecomunicações nos respectivos países. A Nova Zelândia chegou a impedir que uma empresa doméstica usasse equipamentos da Huawei como parte do seu lançamento em todo o país.

A Casa Branca ponderou sobre uma ordem executiva que faria o mesmo em dezembro do ano passado. Quando Trump anunciou um novo concurso de 5G no início deste mês, ele ficou em silêncio sobre a posição do governo sobre a imposição de uma proibição comercial de equipamentos de telecomunicações chineses, mas ainda este ainda está em cima da mesa.

A Huawei nega trabalhar com o governo chinês, mas os EUA ainda estão cautelosos. No entanto, a Huawei está a lutar contra a proibição do governo dos EUA nos os seus produtos no tribunal, a tentar provar que a proibição é inconstitucional.

 

Fonte

Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!
close-link