Huawei regista patente de desbloqueio facial para quando estamos em perigo

young man with mouth and lips sealed covered with adhesive tape in censorship coerced freedom of speech and forced silence and secrecy concept isolated on dark grunge background

O fabricante chinês de tecnologia está constantemente a aumentar o nível de inovação com as suas patentes. A partir de agora, a empresa acrescentou à sua galeria de patentes uma nova aplicação intitulada “método de desbloqueio , equipamento electrónico, e meio de armazenamento”.

A Huawei registou uma patente relativa à tecnologia de desbloqueio facial. A empresa planeia implementar alterações aos métodos de desbloqueio facial que conhecemos.

O fabricante chinês de tecnologia está constantemente a aumentar o nível de inovação com as suas patentes. A partir de agora, a empresa acrescentou à sua galeria de patentes uma nova aplicação intitulada “método de desbloqueio , equipamento electrónico, e meio de armazenamento”.

Huawei regista patente de desbloqueio facial para quando estamos em perigo 1

De acordo com as revelações, a Huawei começará em breve a divulgar um novo método de desbloqueio facial. Eventualmente, este mecanismo impedirá o utilizador de desbloquear o dispositivo quando sob pressão ou ameaça.

Sim, leu-o bem! Agora terá a opção de definir o nível de segurança da função de desbloqueio do rosto. Como resultado, quanto maior for a segurança, mais difícil será para desbloquear o seu dispositivo usando o reconhecimento facial.

Huawei patenteou uma nova forma de desbloquear o seu telefone . Como é que funciona?

As últimas informações sugerem alguns conceitos básicos. Em última análise, o método compreenderá um sensor de intensidade luminosa, um sensor de micro-expressão, e o mais importante – um elemento de leitura de pupila.

Huawei regista patente de desbloqueio facial para quando estamos em perigo 2

Para começar, o ecrã de captará os movimentos faciais do utilizador através da câmara e do sensor de micro-expressão para avaliar o desbloqueio do ecrã. Registará então os parâmetros da pupila utilizando o sensor de intensidade luminosa.

Mais tarde, o dispositivo armazenará as respectivas expressões faciais na sua memória. Também reterá a informação de brilho pré-armazenada e a informação biométrica. Em seguida, solicitará ao utilizador que seleccione um nível de segurança de desbloqueio facial.

Funciona em momentos de ameaça e coacção

Aqui o termo “perigo” sugere força, coacção, ameaças, e pressão contra a vontade do utilizador. Quando estamos assustados, as nossas pupilas dilatam-se à medida que o corpo se prepara para tomar mais oxigénio a fim de lidar com a situação.

Ao utilizar o respectivo método de bloqueio, se os parâmetros da pupila forem maiores do que o conteúdo originalmente armazenado, então o dispositivo restringirá a acção de desbloqueio. Além disso, mostrará uma interface de desbloqueio pré-definida.

Este ecrã vai solicitar verificação de palavra-passe, verificação de impressões digitais, verificação da íris, desbloqueio por voz, e desbloqueio por ondas sonoras. Assim, um intruso não será capaz de desbloquear o seu telefone mesmo que tenha o seu pin ou password.

(Fonte)

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!
Deixe um comentário