Android Geek
O maior site de Android em Português

Huawei pode comprar processadores de outras empresas! Com uma condição.

A ausência dos serviços do Google é um problema que a fabricante chinesa, aos poucos foi resolvendo com os seus próprios serviços móveis Huawei. Mas o software não funciona sem hardware.

Em muito pouco tempo, a Huawei deixou de ser um dos líderes indiscutíveis no mercado mobile Europeu e passou a ter o seu negócio móvel ameaçado. A ausência dos serviços do Google é um problema que a fabricante chinesa, aos poucos foi resolvendo com os seus próprios serviços móveis Huawei. Mas o software não funciona sem hardware.

Mesmo que a empresa tenha conseguido criar o seu próprio ecossistema de software, uma das restrições mais duras foi a perda de licença para usar processadores ARM, infelizmente parece que o Kirin 9000 pode ser o último que a Huawei pôde fabricar por conta própria. Se acrescentarmos a isso o constrangimento de a Huawei não poder comprar processadores de outras empresas, a gigante chinesa estava em maus lençois.

Felizmente, parece que a situação é menos dramática.

Huawei pode comprar processadores de outras empresas

A guerra do governo dos Estados Unidos contra a Huawei pode ser considerada surreal até certo ponto. A empresa chinesa, além de não poder negociar com empresas norte-americanas, tem perdido a possibilidade de trabalhar com empresas fora dos EUA, estas empresas têm que pedir autorização do governo norte-americano para não correrem o risco de qualquer tipo de sanção.

Huawei pode comprar processadores de outras empresas! Com uma condição. 1

O Mate 40 Pro pode ser o último com processador Kirin.

Uma das sanções mais brutais foi a perda da licença ARM, que é usada nos processadores Kirin. A gigante chinesa já manifestou interesse em poder comprar Chipsets da Qualcomm para que os seus próximos telefones tenham um processador Snapdragon, e tanto a Qualcomm quanto a MediaTek desejam ser fornecedores da Huawei. E parece que será possível.

Relacionado:  Huawei Nova 5 series começa a receber atualização de segurança de setembro de 2020

 

Segundo o Financial Times, embora ainda não tenha sido feito um anúncio oficial, o governo dos EUA permitiu que os fabricantes de Chipsets vendessem componentes para a Huawei. Essa permissão tem uma exceção, que é que os Chipsets que forem vendidos não podem ser utilizados para fabrico de infraestrutura 5G (como antenas), embora não isente o uso de componentes móveis com 5G.

Esta notícia de excepção do bloqueio dos EUA pode ser a salvação de um dos principais negócios da Huawei, que estava em risco de não conseguir garantir fornecedores para 2021.

 

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!