Android Geek
O maior site de Android em Português

Huawei não tolera mais acusações sem fundamento dos EUA apenas porque não conseguem competir com o seu 5G

Para além disso, o executivo americano está a tentar fazer com que os seus aliados não usem as soluções de rede 5G da empresa chinesa a Huawei está pronta para lutar. EUA não consegue competir com a Huawei O presidente da empresa, Guo Ping, disse à CNBC que os EUA estão a arrastar o seu nome e reputação pela lama apenas porque o país é incapaz de competir com eles.

Depois de ser assediada e considerada uma ameaça à segurança nacional por parte dos legisladores dos EUA, por alegadas preocupações com o facto de que o governo comunista da China forçaria a empresa a recolher informações para ela, a Huawei jánnão tolera essa conversa. Isso combinado com todos rumores não verificados de que os os os seus produtos contêm portas traseiras prontas para serem usadas como um canal para informações secretas enviadas a Pequim. Para além disso, o executivo americano está a tentar fazer com que os seus aliados não usem as soluções de rede 5G da empresa chinesa a Huawei está pronta para lutar.

Huawei não tolera mais acusações sem fundamento dos EUA apenas porque não conseguem competir com o seu 5G 1

EUA não consegue competir com a Huawei

O presidente da empresa, Guo Ping, disse à CNBC que os EUA estão a arrastar o seu nome e reputação pela lama apenas porque o país é incapaz de competir com eles. Não sabemos se essa declaração vai surtir algum efeito junto do governo dos EUA ou se isso os deixará mais irritados. A Huawei já mostrou a sua insatisfação acerca de uma lei que proíbe as agências governamentais dos EUA de usar equipamentos Huawei.

Huawei não tolera mais acusações sem fundamento dos EUA apenas porque não conseguem competir com o seu 5G 2

Segundo o presidente da empresa chinesa, os EUA estão cientes de que as acções tomadas pelos EUA incomodaram a empresa, mas cabe aos clientes decidir se querem ou não comprar os seus telefones e equipamentos de rede.

Huawei não tolera mais acusações sem fundamento dos EUA apenas porque não conseguem competir com o seu 5G 3

“Os países que escolherem trabalhar com a Huawei ganharão uma vantagem na próxima onda de crescimento da economia digital.”

-Guo Ping, presidente rotativo, Huawei

Apesar de não ter nenhuma parceria com as operadoras norte-americanas, a chinesa Huawei conseguiu vender mais de 200 milhões de telefones em 2018, colocando-a em terceiro lugar globalmente depois da Samsung e da Apple. Este ano, a Huawei quer ir ainda mais longe superando tanto o gigante sul-coreano quanto o gigante de Cupertino, levando título de líder mundial em smartphones. Em 2018, a Huawei conseguiu gerar uma receita de mais de US $ 100 mil milhões pela primeira vez, liderada pelo ganho de 45,1% nas vendas da divisão que fabrica smartphones.

No entanto, o negócio de equipamentos de rede sofreu um declínio ano após ano, possivelmente devido ao medo imposto em outros governos em todo o mundo pelos Estados Unidos. Ainda assim, a empresa permanece no topo como principal provedor de rede do mundo. A Huawei já está banida na Austrália, e o Reino Unido esteve muito perto de fazer o mesmo, no entanto, o governo britânico ainda não decidiu se é a favor ou contra a proibição dos equipamentos 5G da Huawei.

As coisas estão a começar a ficar mais intensas entre o Tio Sam e o gigante chinês, não achamos que esta luta esteja próxima de chegar perto do fim.

 

Fonte

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais