Android Geek
O maior site de Android em Português

O que é o Factory Reset Protection (FRP lock) e como funciona no Android

O Android apesar de tudo o que possam ouvir é um sistema operativo seguro, na verdade é bastante seguro. Com recursos como a scan automática de aplicativos ou a proteção do Google Play recentemente lançada ou a proteção de reinicialização de fábrica (bloqueio de FRP), o Android garante que o vosso dispositivo esteja livre de vírus e que ninguém lhe possa aceder sem permissão.

Hoje, vamos falar sobre a proteção de reposição de fábrica. Vamos explicar a importância do bloqueio de FRP e também esclarecer todas as dúvidas sobre isso. Vamos começar..

O que é o Factory Reset Protection (FRP lock) e como funciona no Android image

O que é a proteção de reinicialização de fábrica (bloqueio de FRP)

O Factory Reset Protection é um recurso de segurança incorporado introduzido pelo Google em março de 2015 para todos os dispositivos Android com o Android 5.1 e superior. A Proteção de reposição de fábrica, em palavras simples, impede que outras pessoas usem o dispositivo mesmo que façam reinicialização de fábrica ao dispositivo ou instalem um novo firmware. Em qualquer um dos casos, se uma reinicialização de fábrica for executada no dispositivo sem a sua autorização (ou seja, a partir das configurações do dispositivo), a proteção de reposição de fábrica será iniciada quando o dispositivo for inicializado e solicitar o login da conta do Google que foi usado pela última vez no dispositivo.

A reinicialização de fábrica de um telefone Android significa restaurá-lo para as configurações de fábrica. Ele remove todos os dados do telefone Android. Também é chamado de “formatação” ou fazer uma “reinicialização”.

Por que precisamos da proteção de reposição de fábrica?

Suponham que o vosso telefone é roubado com todos os vossos dados, antes do Android 5.1 tudo o que um ladrão precisava fazer era executar uma reinicialização de fábrica no dispositivo usando o modo de recuperação, por em um novo cartão SIM e tinha um novo telefone.

Com a proteção de reposição de fábrica, um ladrão não pode usar o dispositivo após uma reinicialização de fábrica a menos que ele tenha a conta do Google e a senha. Se ele usar o modo de recuperação ou um novo firmware, ele não vai conseguir remover a proteção sem o ID e senha da conta do Google.

Após uma reinicialização de fábrica autorizada, o dispositivo dará a seguinte mensagem ao tentar fazer o login:

“Este dispositivo foi reiniciado. Para continuar, faça o login com uma Conta do Google que foi previamente sincronizada com este dispositivo “.

Como o Factory Reset Protection (FRP lock) funciona no Android

O Factory Reset Protection ou o FRP são automaticamente ativados quando se configura uma conta  Google no dispositivo Android (leremos mais sobre como ativar / desativar o bloqueio de FRP abaixo).

Uma vez que o FRP esteja ativado em um dispositivo Android, se vocês ou outra pessoa tentar formatar / reiniciar de fábrica o dispositivo usando a configuração de Backup e Reset normal,  precisará de inserir primeiro o PIN de segurança do dispositivo para aceder á configuração de reposição de fábrica.

Quando a proteção de reposição de fábrica (bloqueio de FRP) é ativada

Para tornar o processo mais simples, a proteção de reposição de fábrica (bloqueio de FRP), que é ativada automaticamente, entra em ação quando o dispositivo encontra uma reinicialização do modo de recuperação. O utilizador não autorizado será solicitado a fornecer os detalhes de login da conta Google da última conta Google sincronizada no dispositivo para configurar o dispositivo após a reinicialização de fábrica. Nesses casos, é preciso inserir a ID do Google e a senha associada ao dispositivo após a reinicialização.

O bloqueio de FRP, não entra em ação quando se formata o dispositivo através das configurações do dispositivo, pois considera uma tentativa autorizada de redefinir o dispositivo. Assim, quando a reinicialização de fábrica é realizada através das Configurações do dispositivo, não será solicitado que se confirmem os detalhes da conta Google quando o dispositivo for inicializado pela primeira vez depois do reset concluído.

 

Como ativar a proteção de reinicialização de fábrica (bloqueio de FRP)

O FRP (Factory Reset Protection) é ativado automaticamente quando adicionamos uma conta Google ao dispositivo Android. Quando configuramos um novo dispositivo Android, geralmente é solicitado fazer login com sua conta do Google. Se já configurou sua conta do Google em seu dispositivo Android, o bloqueio de FRP está ativo no seu dispositivo, o que significa que se alguém tentar formatar o dispositivo á força, precisa inserir os detalhes da sua conta do Google e, portanto, o FRP está a proteger o dispositivo de ser mal utilizado.

No entanto, se não adicionaram nenhuma Conta do Google ao seu dispositivo Android,  devem adicionar uma Conta Google para ativar a Proteção de Redefinição de Fábrica.

Para adicionar uma conta do Google ao seu dispositivo Android, siga as etapas:

  1. Vá a Configurações seguidas de Contas .
  2. Toque em Adicionar uma conta e clique em ” Google “. Em seguida, digite o e-mail e a senha da s conta.

Depois de adicionar uma conta, o FRP será ativado automaticamente.

 

Nota importante: se alterou recentemente a senha da conta do Google associada ao seu telefone, nunca deve reiniciar o dispositivo nas 24 horas imediatas. Cuidado com isso. Se fizer isso, por motivos de segurança, o dispositivo Android não permitirá que você configure seu telefone com uma conta do Google para a qual a senha foi alterada nas últimas 24 horas.

.

Como desativar a proteção de reinicialização de fábrica (bloqueio de FRP)

 

Para desativar o FRP no seu dispositivo Android, são necessários três passos:

  1. Desligue a segurança do ecrã de bloqueio (se houver)
  2. Remova todas as contas do Google do seu dispositivo e execute a reinicialização de fábrica
  3. Remova a proteção OEM (se houver)

 

Desligar a segurança do ecrã de bloqueio

Se configurou a segurança de ecrã de bloqueio (impressão digital, pin, padrão ou senha),  deve removê-la. Para fazer isso, siga as etapas:

  1. Vá a Configurações do dispositivo.
  2. Selecione Segurança ou em alguns dispositivo Bloqueio ecrã.
  3. Toque em Screen Lock .
  4. Altere o bloqueio da tela para deslizar ou não.

Remova todas as contas do Google do seu dispositivo

Depois de remover a segurança do ecrã de bloqueio no dispositivo, deve remover todas as contas do Google do dispositivo. Deve ter dados ou Wi-Fi habilitados para concluir este processo.

  1. Vá a Configurações do dispositivo.
  2. Toque em contas seguidas de Google .
  3. Selecione o e-mail que deseja remover.
  4. Toque nos três pontos no canto superior direito do ecrã e pressione “Remover conta”. Toque em OK para confirmar o pop-up.
  5. Se tiver várias contas do Google, repita as etapas 3 e 4 para remover outras contas do Google.

Remova a proteção OEM (se houver)

Alguns OEMs como a Samsung possuem a sua própria proteção de redefinição de dados. Não é habilitada automaticamente, mas se ativaram, manualmente, precisam desativá-lo, além de remover as contas do Google do seu dispositivo para remover completamente o bloqueio de FRP. Na Samsung, a configuração é conhecida como bloqueio de Reativação e requer a conta Samsung.

Falando sobre o bloqueio de Reativação, ele tem dois benefícios sobre o FRP. Primeiro, se alterar o SIM num dispositivo protegido pelo bloqueio de Reativação, você precisará fazer login com a sua conta Samsung e, em segundo lugar, o bloqueio de Reativação permite acesso à localização do dispositivo caso ele seja perdido ou roubado. O bloqueio FRP do Android não vem com esses dois recursos.

Para remover o Bloqueio de Reativação da Samsung, siga as etapas:

  1. Vá a Configurações do dispositivo e toque em Segurança .
  2. Em Segurança, desmarque o Bloqueio de Reativação seguido de inserir a senha da Samsung para confirmar.
  3. Além disso, remova a sua conta Samsung do dispositivo.

Depois de se certificar de que todas as contas do Google, segurança da ecrã de bloqueio (se houver) e proteção OEM (se houver) foram apagadas, pode redefinir de fábrica por qualquer método. Este método garante que o dispositivo não permaneça vinculado a uma determinada conta do Google e permitirá que a próxima pessoa o configure facilmente.


 

Fique atento à nossa página do Facebook e Twitter para obter as notícias em primeira mão.

Comentários estão fechados.