Android Geek
O maior site de Android em Português

Governo dos EUA começa a emitir licenças para empresas negociarem com a Huawei

No entanto, ele não revelou quais os produtos que serão aprovados.

Recentemente, Trump anunciou que as empresas norte-americanas terão permissão para continuar a fazer negócios com a gigante chinesa Huawei, desde que os produtos não ameacem a segurança nacional dos Estados Unidos. Agora, o secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, confirmou que o governo dos EUA está pronto para emitir licenças para as empresas que estão a tentar vender produtos fabricados nos Estados Unidos para a Huawei, da China, onde não há ameaça à segurança nacional. No entanto, ele não revelou quais os produtos que serão aprovados. Logo da Huawei Como dito, a decisão de permitir que as empresas façam negócios com a líder mundial em equipamentos de telecomunicações, a Huawei, vem após os comentários de Trump durante a cimeira do G20. O presidente dos EUA, Donald Trump, assinou uma ordem executiva para colocar a Huawei, sediada na China, na chamada Lista de Entidades do Departamento de Comércio, em maio, devido a preocupações com a segurança nacional. Este movimento efectivamente proibiu empresas americanas de fazer qualquer tipo de negócio com a Huawei. Embora a decisão de permitir que as empresas dos EUA façam negócios com a Huawei, tenha sido bem recebida pelos fabricantes americanos de Chipsets, muitos funcionários do sector e do governo ficaram confusos. Numa conferência anual do departamento em Washington, Wilbur Ross afirmou que a empresa permaneceria na Lista de entidades. Isto significa que as licenças provavelmente seriam negadas e que a nova política não alteraria o modo de obter as licenças.

No entanto, também afirma que haveria algumas aprovações. Ele disse: “Para implementar a diretriz da cúpula do G20 do presidente há duas semanas, o Commerce emitirá licenças onde não há ameaça à segurança nacional dos EUA. Dentro desses limites, tentaremos garantir que não se transfira apenas a receita dos EUA para empresas estrangeiras. ” Depois da Huawei ter sido banida pelos EUA, a indústria de semicondutores pressionou o governo para obter excepções para venderem itens não sensíveis que a Huawei poderia facilmente comprar no exterior. Eles argumentaram que uma proibição geral prejudicaria as empresas americanas. Muitos acreditam que a proibição da Huawei não está relacionada a qualquer preocupação com a segurança nacional, mas sim ao facto de obter uma vantagem na guerra comercial EUA-China. Se fosse apenas sobre segurança nacional dos EUA, não teria lançado um esforço de lobby para persuadir os aliados dos EUA a manter a Huawei para fora da próxima geração de infra-estrutura de telecomunicações 5G.

 

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais