Por vários motivos, o Google restringe o acesso ao Google Play, dependendo da região em que o utilizador está sediado. Isso significa que as aplicações, jogos e outros conteúdos da Play Store variam de acordo com o país e habitualmente o utilizador não pode sequer ver uma lista de aplicações se estas não estiverem disponíveis para compra na sua área. Agora, parece que o Google está a desleixar-se um pouco, pois os utilizadores da União Europeia podem ver o conteúdo do Google Play de outros países da região do EEE (Espaço económico Europeu).

Google Play Store agora permite que os europeus procurem conteúdo que não podem ter 1

O Google pode estar a tornar isso possível conscientemente mas não é propriamente fácil. Para visualizar o conteúdo da Play Store de outro país, os utilizadores terão que abrir o site da Play Store no navegador da Internet do telefone, e não na aplicação da Play Store. Uma vez no site móvel, é necessário sair de qualquer conta do Google, depois ir até a parte inferior da página e usar o seletor de país para escolher um local.

A empresa salienta que, embora esse ajuste permita que os utilizadores visualizem mais listagens,  não permitirá que as pessoas instalem ou comprem conteúdo que não está disponível nos seus países de origem.

O seletor de país na Web Play Store só pode ser usado se os utilizadores estiverem a aceder a partir de um país que faz parte da UE ou do EEE (que inclui o Reino Unido por enquanto).

Pessoas de outras áreas têm uma solução menos oficial. Simplesmente adicionar um código de país diferente ao final do URL da Play Store permitirá a visualização de fora da região (visitem "http://play.google.com/store?gl=FR" para visualizar o conteúdo de França, por exemplo).