Android Geek
O maior site de Android em Português

Google exige dois anos de atualizações Android para os telefones mais recentes

No início deste ano a Google revelou que o seu Contrato de parceiro OEM começaria a incluir cláusulas que forçariam os fabricantes a manter os seus telefones atualizados, pelo menos com patches de segurança. As atualizações de software parecem ser o aspecto mais frágil do Android e esta é a última tentativa do Google de resolver o problema da maneira que pode.

No início deste ano a Google revelou que o seu Contrato de parceiro OEM começaria a incluir cláusulas que forçariam os fabricantes a manter os seus telefones atualizados, pelo menos com patches de segurança.

As atualizações de software parecem ser o aspecto mais frágil do Android e esta é a última tentativa do Google de resolver o problema da maneira que pode.

Google exige dois anos de atualizações Android para os telefones mais recentes 1

Um contrato que foi revelado pelo The Verge detalha algumas dessas cláusulas, isto permite-nos ver melhor o que acontece nos bastidores das atualizações e patches. De acordo com esta fuga de informação, o contrato entre a Google e os fabricantes exige atualizações regulares nos telefones mais vendidos, e  são obrigatórias pelo menos quatro atualizações no período de um ano após o lançamento do telefone.

As atualizações de segurança do segundo ano também são necessárias, apenas sem o requisito mínimo.

A que dispositivos são exigidas essas atualizações?

Qualquer smartphone lançado após 31 de janeiro de 2018 com mais de 100.000 utilizadores, de acordo com o Google. A partir de 31 de janeiro de 2019, todos os dispositivos terão que ter estas atualizações garantidas.

Os OEMs também são obrigados a corrigir falhas de segurança identificadas em até 90 dias, o que provavelmente está relacionado com esse requisito mínimo de atualizações. Também explica por que alguns OEMs, como a Samsung, nem sempre fazem atualizações todos os meses, e parecem lançar um patch a cada três meses.

Apesar destes termos serem melhores para a segurança do que o que vimos no passado, eles ainda são insuficientes.

É insuficiente mas permite dar um passo em frente sem que os OEMs se sintam sobrecarregados, mas ainda assim uma evolução para a satisfação do utilizador. E, claro, nada disso se aplica a atualizações de recursos, portanto, não esperem que todos os novos telefones fiquem atualizados para as versões mais recentes do Android.

fonte: The Verge

Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!
close-link