Android Geek
O maior site de Android em Português

Com o fracasso nos EUA Huawei faz “All-in” na Europa

Além da China, a Europa é hoje o grande foco das ambições globais da Huawei, disse à Reuters o analista da Forrester, Thomas Husson, ao explicar que o Velho Continente oferece a maior oportunidade para a empresa chinesa impulsionar a sua marca no exterior. Fazer isso implicará contestar diretamente o domínio da Samsung e da Apple, de longe os dois maiores fornecedores de smartphones do planeta e fabricantes cujas as vendas de dispositivos de primeira linha ainda superam os flagships Android da própria Huawei, embora a empresa sediada em Shenzhen tenha tido recentemente um crescimento recorde em todos os outros segmentos.

A fabricante de equipamento original ainda é vista como tendo bom desempenho no setor de alta qualidade, mas não ao ponto de ser capaz de desafiar as ofertas premium da Apple e da Samsung a nível global, mas é o que agora pretende fazer com os recém-anunciados P20 e P20 Pro. Os mais recentes dispositivos do OEM ostentam o que alguns já afirmam ser as melhores câmaras móveis já criadas, com o P20 Pro a ser particularmente único a esse respeito, pois possui um sistema de imagem de três lentes na parte traseira, enquanto a sua variante Twilight também tenta destacar-se da concorrência, apresentando um revestimento especial que Desloca as cores com base no ângulo a partir do qual é visualizado. A fabricante chinesa ainda não conseguiu levar o seu potencial para os Estados Unidos, muito por culpa dos esforços de Washington de impedir que a Huawei faça negócios naquele continente, citando preocupações de espionagem devido aos laços do gigante tecnológico com o governo chinês.

Com o fracasso nos EUA Huawei faz "All-in" na Europa 1

A Huawei rejeitou repetidas vezes tais alegações, mas agora parece resignar-se a não fazer nenhum avanço para os EUA, pelo menos por enquanto, com o seu foco internacional em grande parte mudando para a Europa, pelo menos no que diz respeito aos flagships Android, como se verificou com as suas recentes atividades.

A empresa continua inflexível: o seu objetivo de longo prazo é ultrapassar a Samsung e a Apple, tornando-se assim no maior fabricante de smartphones do mundo. Segundo as estimativas recentes da IDC, a Huawei conta com pelo menos de 11% do mercado mundial de smartphone, no último trimestre de 2017, enquanto a Samsung e a Apple detinham quase 19 e 20 pontos percentuais no mesmo período, respetivamente.

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma 😉
Fonte reuters

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma ;)
close-link