Elon Musk vai afinal continuar a ajudar a Ucrânia com Internet Starlink

O CEO da SpaceX mudou de ideias quanto a prestar este serviço na Ucrânia (agora que já conseguiu a visibilidade possível).

O serviço de Internet por satélite Starlink da SpaceX tem sido um salva-vidas para o povo da Ucrânia, que tem lutado desde que a Rússia invadiu em Fevereiro. O serviço tem proporcionado um suporte muito necessário para os esforços militares do país, tendo sido doados até à data mais de 20.000 terminais Starlink.

Elon Musk vai afinal continuar a ajudar a Ucrânia com Internet Starlink 1

No entanto, parece que o CEO da SpaceX mudou de ideias mais que uma vez quanto a prestar este serviço na Ucrânia (agora que já conseguiu a visibilidade possível). Um relatório recente obtido pela CNN sugere que a empresa não quer gastar mais dinheiro em financiar o Starlink no país devastado pela guerra.

 

A SpaceX disse já não poder financiar o serviço de Internet via satélite Starlink na Ucrânia devastada pela guerra, de acordo com documentos obtidos pela CNN. Mais de 20.000 terminais Starlink foram doados ao país desde que a Rússia invadiu em Fevereiro, e o serviço tem sido uma linha de salvação para os esforços militares ucranianos.

Mas os 120 milhões de dólares que serão necessários para financiar o serviço até ao final do ano são mais do que a SpaceX quer gastar, e a empresa terá pedido ao Pentágono para pagar a conta. Ajudar com dinheiro dos outros e ainda ter lucro é um bom plano para quem não tem um pingo de decência, desculpem o desabafo.

Elon Musk vai afinal continuar a ajudar a Ucrânia com Internet Starlink 2

A iniciativa de angariar fundos surge num momento pouco auspicioso para Elon Musk, o Director Executivo da SpaceX. A carta que pede ao Pentágono para pagar os terminais e serviços Starlink da Ucrânia tem a data de 8 de Setembro.

Vai gostar de saber:  Novidades Google: Funcionalidades inovadoras para Circle to Search e Gemini no Android

Menos de um mês depois, a 3 de Outubro, Musk entrou numa discussão no Twitter com funcionários ucranianos depois de sugerir ao país o fim da guerra, concordando em grande parte com as exigências da Rússia. Enquanto uma notícia afirma que Musk recebeu uma chamada do presidente russo Vladimir Putin antes do seu tweet sobre a Ucrânia ceder à Rússia, tanto o bilionário como o Kremlin negam este contacto.

Elon Musk muda de ideias.. Outra vez

Agora Musk diz “Que não seja um impedimento (…) mesmo que o Starlink continue a perder dinheiro e que outras empresas recebam milhares de dólares do contribuinte, vamos continuar a financiar o Governo ucraniano”, indicou, na rede social Twitter, numa referência à sua rede de Internet por satélite que fornece comunicações vitais às forças militares ucranianas.

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!