Android Geek
O maior site de Android em Português

Barômetro 2019 da DPDGroup sobre os e-shoppers portugueses

Esta é líder no mercado doméstico do transporte expresso, com uma frota de mais de 600 viaturas de distribuição e uma equipa de 1.200 colaboradores. E com uma pegada ambiental cada vez mais verde, focados numa política social mais amiga do ambiente.

Hoje fomos convidados pela DPDGroup a conhecer um estudo feito, com o intuito de saber o que pensam os e-shoppers portugueses sobre compras on-line.

Mas antes de prosseguirmos, fiquem com um breve resumo, sobre a DPDGroup. Este grupo é a segunda maior rede de serviços de entrega de encomendas da Europa.

Combinam a tecnologia inovadora e conhecimento local para fornecer um serviço flexível e fácil.

E graças ao seu serviço Predict, que já é líder de mercado, o DPDgroup estabelece um novo padrão para a conveniência, mantendo os clientes em contacto direto com a sua encomenda.

DPDGroup

Sobre a DPD em Portugal

Esta é líder no mercado doméstico do transporte expresso, com uma frota de mais de 600 viaturas de distribuição e uma equipa de 1.200 colaboradores. E com uma pegada ambiental cada vez mais verde, focados numa política social mais amiga do ambiente.

Recebemos o convite para vir a um espaço maravilhoso - o hotel - Palácio do Governador, para ouvirmos um estudo realizado pela DPD, onde revelam o que os e-shoppers portugueses, pensam e andam a comprar on-line.

O conceito de compras on-line tem crescido, mas ainda continuamos a ser um povo  desconfiado, em comparação com os nossos irmãos europeus.

As conclusões são do barómetro do DPDgroup e-shopper 2019, realizado em conjunto com a GfK, a 21 países europeus entre 27 de maio a 10 de julho de 2019.

Apesar de gradualmente, já mostrar-mos mais à vontade por fazer compras on-line. Este estudo revelou que o e-commerce em Portugal representa apenas 9,8% do seu total de compras, abaixo da média europeia de 13,5%.

Não fosse o facto de termos menor experiência, comparativamente ao resto da europa.

Já que segundo o estudo, apenas 47% dos intervenientes, só começou a comprar on-line há cerca de 5 anos, versus os 62% da média europeia.

Mas não fosse o povo português, um atento a promoções e a descontos. Optamos por comprar mais em sites estrangeiros, nomeadamente vindos da China. Esta que representa 70% das compras on-line, seguida de Espanha (61%) e Reino Unido (50%).

Agora quero ver ,como vamos fazer com o Corona vírus na china, e o Brexit no Reino Unido.

Os dados de Portugal revelam que os artigos mais comprados são moda (62%), beleza/saúde (37%) e livros (36%).

Não querendo ser mauzinho, mas o mesmo estudo afirma, que há mais mulheres a fazerem compras on-line 55% mais que os homens, uma média de 65% pela europa.

Uma vida cada vez mais focada no on-line

O e-shopping é apenas uma faceta das diversas atividades on-line de que os compradores on-line de hoje desfrutam, pois são utilizadores frequentes de dispositivos móveis, experientes com tecnologia, conectados e ativos nas redes sociais.

No entanto, a entrega em casa continua a ser o principal local escolhido, depois temos as lojas de proximidade (Parcel shops), que agora são classificadas em média como o segundo local de entrega preferido. Uma vez que nem todas as empresas, permitem receber encomendas no local de trabalho.

e-commerce mais ecológico

Cada vez mais conscientes do impacto do e-commerce, no meio ambiente, os compradores, referem que estão dispostos a pagar mais por serviços ecológicos e esperam atitudes responsáveis por parte de marcas e empresas.

Barômetro 2019 da DPDGroup sobre os e-shoppers portugueses 3

Que é o caso do DPDGroup, onde mencionam no Barômetro de 2019, que já conseguiram reduzir em 30% as suas emissões de CO2 por encomenda.

E que inclusive têm uma redução na casa dos 85% na cidade de Paris, França.

E no caso da DPD Portugal, encontra-se a trabalhar em conjunto com a câmara municipal de Lisboa, através de estudos e divulgação dos valores da qualidade do ar que respiramos na capital e iniciativas de serviços mais “amigos” do ambiente.

Muito bem DPD Portugal, nós agradecemos.

Igualmente foram “reconhecidos” três perfis de e-shopperes, que estão a moldar o futuro do e-commerce, apesar de esta, ser uma área em constante evolução e mudança.

O DPDgroup revelou três perfis de e-shoppers que influenciarão o futuro do cenário europeu do e-commerce:

O e-shopper aficionado, a base do e-commerce

Este é o especialista em compras cross-border, compra frequentemente on-line, é digitalmente experiente e procura opções de entrega personalizadas.

62% dos e-shoppers aficionados afirmam que podem comprar quase 100% do que precisam on-line.

O e-shopper epicurista, motor para o crescimento futuro

Este é tratasse de um comprador mais seletivo, interessado numa experiência on-line agradável e altamente exigente em termos de entrega, devoluções e recomendações.

57% dos e-shoppers epicuristas estão dispostos a pagar mais por serviços que lhe facilitem a vida.

O e-shopper eco-selectivo, uma consciência ecológica em crescimento

Por último, este e-shopper ocasional está preocupado com o meio ambiente. Disponível para pagar mais por serviços mais ecológicos e que também procura várias opções de entrega.

58% dos e-shoppers eco-seletivos estão preocupados com o impacto do e-commerce na sociedade.

 

 

O espaço on-line está a crescer, e cada vez são mais os serviços a que podemos recorrer on-line.

Seja fazer compras desde roupa a tecnologia, a encomendar o nosso jantar ou procurar a nossa próxima aventura no estrangeiro.

Os portugueses, apesar de serem dos povos europeus mais recetivos e desconfiados. Sendo que, se trata de uma questão cultural nossa. Estamos aos poucos a começar a explorar este novo mundo digital.

E vocês, fazem compras on-line? Deixem nos comentários, se costumam fazer e qual a frequência. Já agora, com esta história do Coronavirus e do Brexit, vão continuar a comprar em lojas com produtos vindos da china e do Reino Unido ?

 

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais