Android Geek
O maior site de Android em Português

Deve a Google repensar a sua parceria com a Huawei?

O aviso parte de cinco legisladores dos EUA, em que assinaram uma carta aberta pedindo à Google para repensar sua parceria com a Huawei.

Deve a Google repensar a sua parceria com a Huawei? 1

O aviso parte de cinco legisladores dos EUA, em que assinaram uma carta aberta pedindo à Google para repensar sua parceria com a Huawei.

Os legisladores criticaram a Google por se retirar de um projecto militar dos EUA, mantendo a sua relação com a empresa chinesa, será este aviso baseado na guerra comercial que está acontecer entre as duas potências mundiais.

Em resposta ao aviso, a Google referiu, que não oferece aos fabricantes, incluindo a Huawei nenhum acesso especial a dados dos seus utilizadores.

A carta publicada pela FCW  e dirigida ao CEO da Google, Sundar Pichai, afirmando que o fabricante tem laços “extensos” com o Partido Comunista Chinês e representa um risco para a segurança nacional.

A decisão surgiu depois da Google anunciar que se iria retirar de um trabalho em conjunto com Departamento de Defesa dos EUA, igualmente após uma reação dos funcionários da Mountain View, os legisladores também usaram a retirada para criticar a postura do Google.

“While we regret that Google did not want to continue a long and fruitful tradition of collaboration between military and technology companies, we are even more disappointed that Google apparently is more willing to support the Chinese Communist Party than the U.S. military,” read an excerpt of the letter.

A carta aberta também mencionou relatos recentes de um ex-agente de inteligência dos EUA encarregado de espionar a China, aparentemente usando a tecnologia da Huawei como meio de comunicação.

Deve a Google repensar a sua parceria com a Huawei? 2

Os políticos ainda referem que esperavam ouvir o raciocínio por trás da decisão, da Google trabalhar com a empresa chinesa, mas não com os militares norte-americanos.

Google ainda não emitiu uma resposta completa, mas um representante disse à Reuters que não dá aos fabricantes parceiros, acesso especial dos seus dados.

Like many U.S. companies, we have agreements with dozens of OEMs around the world, including Huawei. We do not provide special access to Google user data as part of these agreement (sic), and our agreements include privacy and security protections for use (sic) data”

A acção marca o último capítulo da luta do governo dos EUA contra a Huawei. As tensões começaram durante a CES 2018, quando a AT&T tomou a decisão à última hora de desistir de um acordo para levar o Mate 10 Pro.

Acredita-se que a AT&T tenha desistido do acordo devido à pressão política.

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma 😉
Através de androidauthority

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma ;)
close-link