Android Geek
O maior site de Android em Português

Controvérsia na Alemanha com o aparecimento de um pacote de adesivos Nazis no WhatsApp

O WhatsApp  adicionou recentemente adesivos variados para oferecer um serviço mais completo aos utilizadores. Um recurso que permite ao utilizador criar adesivos com as suas fotos e isso foi alvo de controvérsia nas últimas horas na Alemanha, pois um pacote de adesivos nazis apareceu no WhatsApp.

O WhatsApp  adicionou recentemente adesivos variados para oferecer um serviço mais completo aos utilizadores. Um recurso que permite ao utilizador criar adesivos com as suas fotos e isso foi alvo de controvérsia nas últimas horas na Alemanha, pois um pacote de adesivos nazis apareceu no WhatsApp.

Conforme relatado no jornal Bild, a extrema direita alemã usa o novo recurso do WhatsApp para partilhar adesivos com símbolos nazis, gerando uma grande polémica na Alemanha. Nesse país, exibir emblemas nazis, como suásticas e runas das SS, é ilegal, já que a lei alemã as considera “símbolos de organizações anticonstitucionais”.

Controvérsia na Alemanha com o aparecimento de um pacote de adesivos Nazis no WhatsApp 1

Dias após o seu lançamento oficial, neonazis alemães encontraram no novo recurso da aplicação de mensagens uma nova maneira de partilhar mensagens neonazis e anti-semitas. Para isso, eles usam a função do serviço que permite aos utilizadores criar os seus próprios adesivos para partilhar suásticas, entre outros símbolos nazis.

O WhatsApp pede aos utilizadores que denunciem esse tipo de conteúdo

 

 

O Fórum judaico da Alemanha para a democracia e contra o anti-semitismo (JFDA) usou a sua Conta do Twitter para denunciar a criação deste tipo de adesivos no WhatsApp, inclusive pedem que o Facebook intervenha para impedir que essas imagens sejam usadas na aplicação de mensagens.

“Assim que o WhatsApp torna possível criar e usar adesivos, extremistas de direita inundam as conversas em grupo com Símbolos nazis (suásticas, runas SS, imagens de Hitler, etc.) Como isso pode ser evitado?“, Escreveu a JFDA no Twitter.

Um porta-voz do WhatsApp falou com o jornal alemão assegurando que “esses adesivos anti-semitas são inaceitáveis ​​e não os queremos na aplicação. Condenamos fortemente este ódio “.

“Os adesivos são criados por pessoas que os enviam para a Apple Appstore, Google Play Store ou outros canais de distribuição do Android, onde são avaliados”, disse o porta-voz. Além disso, eles pedem que os utilizadores que recebam esse tipo de adesivos com conteúdo ilegal os denunciem para que possam “ agir de acordo, até ao ponto de bloquear as contas de onde foram enviados

 

Fonte

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma 😉

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma ;)
close-link