Android Geek
O maior site de Android em Português

Controvérsia na Alemanha com o aparecimento de um pacote de adesivos Nazis no WhatsApp

O WhatsApp  adicionou recentemente adesivos variados para oferecer um serviço mais completo aos utilizadores. Um recurso que permite ao utilizador criar adesivos com as suas fotos e isso foi alvo de controvérsia nas últimas horas na Alemanha, pois um pacote de adesivos nazis apareceu no WhatsApp.

O WhatsApp  adicionou recentemente adesivos variados para oferecer um serviço mais completo aos utilizadores. Um recurso que permite ao utilizador criar adesivos com as suas fotos e isso foi alvo de controvérsia nas últimas horas na Alemanha, pois um pacote de adesivos nazis apareceu no WhatsApp.

Conforme relatado no jornal Bild, a extrema direita alemã usa o novo recurso do WhatsApp para partilhar adesivos com símbolos nazis, gerando uma grande polémica na Alemanha. Nesse país, exibir emblemas nazis, como suásticas e runas das SS, é ilegal, já que a lei alemã as considera "símbolos de organizações anticonstitucionais".

Dias após o seu lançamento oficial, neonazis alemães encontraram no novo recurso da aplicação de mensagens uma nova maneira de partilhar mensagens neonazis e anti-semitas. Para isso, eles usam a função do serviço que permite aos utilizadores criar os seus próprios adesivos para partilhar suásticas, entre outros símbolos nazis.

O WhatsApp pede aos utilizadores que denunciem esse tipo de conteúdo

 

 

O Fórum judaico da Alemanha para a democracia e contra o anti-semitismo (JFDA) usou a sua Conta do Twitter para denunciar a criação deste tipo de adesivos no WhatsApp, inclusive pedem que o Facebook intervenha para impedir que essas imagens sejam usadas na aplicação de mensagens.

"Assim que o WhatsApp torna possível criar e usar adesivos, extremistas de direita inundam as conversas em grupo com Símbolos nazis (suásticas, runas SS, imagens de Hitler, etc.) Como isso pode ser evitado?", Escreveu a JFDA no Twitter.

Um porta-voz do WhatsApp falou com o jornal alemão assegurando que "esses adesivos anti-semitas são inaceitáveis ​​e não os queremos na aplicação. Condenamos fortemente este ódio ".

"Os adesivos são criados por pessoas que os enviam para a Apple Appstore, Google Play Store ou outros canais de distribuição do Android, onde são avaliados", disse o porta-voz. Além disso, eles pedem que os utilizadores que recebam esse tipo de adesivos com conteúdo ilegal os denunciem para que possam " agir de acordo, até ao ponto de bloquear as contas de onde foram enviados"

 

Fonte

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais