Android Geek
O maior site de Android em Português

Benchmarks do chipset Helio X30 no Meizu Pro 7 Plus confirmam o que se supunha

O Meizu Pro 7 Plus é o primeiro smartphone a utilizar o último chip Helio X30 pela MediaTek. Possui um poderoso processador deca-core e gráficos PowerVR. a Meizu adicionou 6 gigabytes de RAM, mais do que o suficiente para multi-tarefas.

O processador de 10 núcleos possui dois potentes núcleos Cortex-A73 com clock de 2,6 GHz, quatro núcleos A53 eficientes em termos de energia, porém poderosos, que funcionam a 2,2 GHz, e quatro A35 super-leveS, que correm a 1.9GHz. A GPU responsável pelos gráficos é a série PowerVR 7XTP - a Apple escolheu uma similar para o iPhone 6s no seu chip A9.

Benchmarks do chipset Helio X30 no Meizu Pro 7 Plus confirmam o que se supunha 1

A GPU escolhida para o Helio X30 não é da última geração, já foi das melhores, agora está posicionada a meio da tabela. Considerando o ecrã QHD no Pro 7 Plus, estavamos curiosos com os resultados, mas correu melhor do que se podia esperar.

Os testes GFX offscreen 1080p mostram que a GPU PowerVR 7XTP é visivelmente mais fraca do que a atual Adreno 540 da Qualcomm, mas muito próxima do seu anterior  modelo Adreno 530 disponível na geração Snapdragon 820 e a par com a Mali-T880MP10 encontrada no Meizu Pro 6 Plus.

 

Benchmarks do chipset Helio X30 no Meizu Pro 7 Plus confirmam o que se supunha 2

Benchmarks do chipset Helio X30 no Meizu Pro 7 Plus confirmam o que se supunha 3

Existem aplicativos que serão executados na resolução nativa de 1440p, também foram executados os benchmarks GFX. A GPU Pro 7 Plus é tão capaz como a Adreno 530 e a Mali-T880MP10 dos flagship do ano passado, embora os atuais topos de gama ofereçam o dobro do desempenho.

Benchmarks do chipset Helio X30 no Meizu Pro 7 Plus confirmam o que se supunha 4

Benchmarks do chipset Helio X30 no Meizu Pro 7 Plus confirmam o que se supunha 5

Podemos tirar as mesmas conclusões dos testes GPU compostos pelo BaseMark - o Pro 7 Plus possui uma GPU capaz, mas não é a melhor no mercado.

Benchmarks do chipset Helio X30 no Meizu Pro 7 Plus confirmam o que se supunha 6

Benchmarks do chipset Helio X30 no Meizu Pro 7 Plus confirmam o que se supunha 7

Os testes com o AnTuTu e BaseMark OS II 2.0 foram bem-sucedidos e incluem estes números nos seus resultados finais. O Meizu Pro 7 Plus mais uma vez está a par dos principais telefones de 2016, mas não é tão bom quanto os pesos pesados de 2017 e a GPU é o que arrasa os seus resultados.

Benchmarks do chipset Helio X30 no Meizu Pro 7 Plus confirmam o que se supunha 8

Benchmarks do chipset Helio X30 no Meizu Pro 7 Plus confirmam o que se supunha 9

O Meizu Pro 7 Plus e o seu Helio X30 não são os reis do benchmark, mas isso não significa que não possa oferecer desempenho de topo. O processador de 10 núcleos está equipado de forma robusta e continuará poderoso durante os próximos tempos, não importa a contagem dos núcleos. Também é eficiente em termos de energia, graças ao processo de fabricação de 10nm.

A GPU parecia o ponto fraco do Meizu Pro 7 Plus e seu chip Helio X30, mas na verdade não é. Pode não ter o mesmo desempenho teórico que a competição atual, mas é capaz de lidar com qualquer jogo 3D exigente ou filme de alta resolução, sem complicações, independentemente da resolução. Não podemos dizer que é à prova de futuro, mas com o período de vida atual de 2-3 anos da maioria dos smartphones, não temos certeza de que seja um problema.

O Flyme de Meizu parece leve em recursos do sistema, o Pro 7 Plus lida com tudo sem problemas.

Esperamos vir a ter este equipamento dísponivel para análise, fiquem atentos.

Gostaram? Podia ter sido melhor?
Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Gostaram? Podia ter sido melhor?
Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!
close-link