Bateria do tamanho de um grão de sal já pode alimentar chipset durante 10h

Embora um grão de areia seja uma partícula minuscula, desenvolvimentos recentes conseguiram provar que pode ter o potencial para alimentar smartphones no futuro. As baterias de tamanho de um grão não são uma invenção nova, mas anteriormente não eram capazes de manter carga por tempo suficiente para serem úteis na electrónica de consumo. Contudo, esta mais recente bateria do tamanho de grão que foi desenvolvida com tecnologia de armazenamento de energia pode potencialmente mudar a forma como carregamos os nossos aparelhos.

Embora um grão de areia seja uma partícula minuscula, desenvolvimentos recentes conseguiram provar que pode ter o potencial para alimentar smartphones no futuro. As baterias de tamanho de um grão não são uma invenção nova, mas anteriormente não eram capazes de manter carga por tempo suficiente para serem úteis na electrónica de consumo. Contudo, esta mais recente bateria do tamanho de grão que foi desenvolvida com tecnologia de armazenamento de energia pode potencialmente mudar a forma como carregamos os nossos aparelhos. Os investigadores ainda estão a trabalhar para aumentar a vida útil da bateria, mas é um desenvolvimento excitante! Fique atento a actualizações!

Os investigadores da Universidade de Tecnologia de Chemnitz apresentaram a bateria mais pequena do mundo até à data. A bateria é orientada para utilização em equipamentos de IoT e dimensionada como um grão de sal. Segundo os teste preliminares, já pode alimentar os mais pequenos chips de computador durante cerca de dez horas.

Bateria do tamanho de um grão de sal já pode alimentar chipset durante 10h 1

A bateria foi desenvolvida para aplicações de poeira inteligente, que são basicamente dispositivos microelectrónicos minúsculos – sendo um exemplo os sistemas de sensores biocompatíveis.

Até à data, as soluções de micro-bateria têm tido uma ou mais das seguintes falhas: baixa potência, limitações relativas ao ambiente de utilização, ou simplesmente não serem suficientemente pequenas. Mas a nova solução de bateria pode eliminar estas deficiências.

Para o conseguir, a equipa de investigação usou  o mesmo processo que é utilizado pela Tesla para fabricar baterias em grande escala para os seus carros eléctricos. Um procedimento de “rolo suíço” ou “micro origami” é utilizado para criar um produto compatível com as tecnologias de fabrico de chips existentes, ao mesmo tempo que é capaz de um elevado rendimento.

Vai gostar de saber:  Vendas do Samsung Galaxy S24 superam expectativas (outra vez)

Especificamente, o tamanho da bateria é inferior a 1mm² com uma densidade mínima de energia de 100 microwatt horas por centímetro quadrado. Pode ainda ser integrada num chip.

Bateria do tamanho de um grão de sal já pode alimentar chipset durante 10h 2

A tecnologia não foi desenvolvida com os smartphones em mente, por isso sonhar com o próximo iPhone com uma bateria do tamanho de um grão de sal seria irrealista. Ainda assim, os investigadores esperam ver a sua implantação em micro e nanosensores em áreas como IoT, implantes médicos miniaturizados, sistemas micro-robóticos, e electrónica ultra-flexível.

As micro baterias desenvolvidas pela Universidade de Tecnologia de Chemnitz já podem alimentar os mais pequenos chips de computador durante cerca de dez horas. Este novo desenvolvimento poderia abrir caminho para baterias ainda mais pequenas e duradouras no futuro, o que seria uma enorme vantagem para a indústria do IoT. Não deixe de consultar o AndroidGeek para mais notícias sobre este e outros avanços tecnológicos excitantes!

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!