Apple recusa-se a reparar iPhone que supostamente destruiu

De acordo com Business Insider, o proprietário de um iPhone chamado Theodore A. Kim processou a Apple em $ 1.383,13.

De acordo com Business Insider, o proprietário de um iPhone chamado Theodore A. Kim processou a Apple em $ 1.383,13. Esse é o custo exacto iPhone 12 do utilizador que a Apple se recusou-se a reparar, apesar do dispositivo ainda estar na garantia. Kim comprou o aparelho no Vietname em outubro de 2020 e a garantia é válida até outubro de 2022, de acordo com o proprietário do dispositivo.

A Apple recusa-se a reparar um iPhone que supostamente danificou enquanto estava sob a sua responsabilidade

O Sr. Kim havia levado o telefone com ele quando voltou aos Estados Unidos durante a pandemia e o iPhone estava a ter dificuldades para ler um cartão SIM dos Estados Unidos. Ele ligou para a Apple e a empresa sugeriu que levasse o telefone a uma Apple Store, o que fez.

Kim explicou o que aconteceu. “Eu levei o iPhone à loja e eles enviaram para o serviço de reparação, quando regressou disseram: ‘Não vamos reparar porque o equipamento foi adulterado'”, disse ele. “E eu perguntei : ‘Adulterado de que maneira?'”

A Apple não respondeu, mas quando Theodore recebeu de volta o telefone da série 12 do iPhone, ele agora tinha a bandeja do SIM estagada. Kim apresentou uma queixa ao Better Business Bureau (BBB) ​​alegando que a bandeja do SIM havia sido danificada quando o telefone estava em posse da Apple. A Apple respondeu e diz que se a bandeja do SIM tivesse sido danificada sob os seus cuidados, ela teria resolvido o assunto e considera o assunto encerrado.
Com a garantia anulada pela Apple, Kim ofereceu-se ara pagar pelo arranjo do seu iPhone, mas a Apple também recusou. Então ele decidiu enviar um e-mail para o CEO da Apple, Tim Cook, no final de junho, mas nunca teve uma resposta do executivo ou da empresa.
Então ele usou a Pesquisa Google e encontrou um blog escrito em 2012 por alguém que processou a Apple no Tribunal de Pequenas Causas em Seattle (o título da publicação do blog já diz tudo, “Processando a Apple.”).

Kim pensou consigo mesmo que essa pode ser mesmo uma boa ideia e comparou a sua situação com a de David quando enfrentou Golias. Provavelmente, o resultado do processo dependerá de Kim conseguir convencer o tribunal de que o telefone estava em posse da Apple quando a bandeja do SIM foi danificada. A queixa no BBB afirma: “A bandeja do SIM foi danificada enquanto estava em poder do serviço de reparação da Apple. Isso foi admitido por um dos gerentes da Apple Store (Liz) na loja da Union Square de San Francisco.”

Apple recusa-se a reparar iPhone que supostamente destruiu 1

David só precisou de uma pedra para vencer Golias. Vamos ver o que vai ser preciso para o Sr. Kim ter o seu iPhone reparado.

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!