Android Geek
O maior site de Android em Português

Apple desenvolve secretamente os seus próprios ecrãs MicroLED

Segundo uma noticia da Bloomberg a Apple tem estado a trabalhar secretamente numa unidade na Califórnia, com uma equipa de aproximadamente 300 engenheiros. Com o intuito de desenvolverem um ecrã MicroLED, e assim conseguirem fornecerem os seus próprios ecrãs para os futuros iPhones. Os ecrãs MicroLED poderão assim ajudar a marca que conseguiria fabricar os seus próprios ecrãs em vez de ter de os comprar aos seus rivais, LG e Samsung. A tecnologia é supostamente superior ao OLED e dá garantias para que no futuro os gadgets sejam mais finos, e ecrãs mais brilhantes e mais eficientes em termos de energia.

Obviamente, e como em qualquer nova tecnologia, a Apple não tem tido vida fácil, pois segundo as noticias o projecto esteva quase cancelado há cerca de um ano.

Os ecrãs MicroLed são mais difíceis de produzir do que os ecrãs OLED, e a marca esteve para desligar a ficha do projecto há um ano. Os engenheiros têm conseguido muitos avanços desde então, e a tecnologia está agora numa fase mais avançada, embora os consumidores tenham de aguardar alguns anos até se verem os resultados.

iPhone X

Esta não é a primeira vez que vêm notícias a público, mostrando o interesse da Apple em ecrãs MicroLED. No ano passado a tinham surgido notícias que indicavam que a Apple tinha colocado uma ordem para um lote de ecrãs MicroLED, para futuros produtos. E para quem não sabe a marca adquiriu em 2014 a LuxVue Tecnology, uma empresa com experiência na tecnologia de ecrãs MicroLED. Alem disso o parceiro da Kleiner Perkins, John Doerr afirmou há uns anos que a tecnologia da LuxVue poderá resultar numa avanço tecnológico em ecrãs.

O Bloomberg afirma que a Apple recentemente conseguiu incorporar um ecrã MicroLED num Apple Watch.

No final de 2017 pela primeira vez, engenheiros conseguiram fabricar painéis funcionais MicroLED para futuros Apple Watches. A marca afirma que pretende inicialmente colocar esta tecnologia nos seus wearables.

No melhor cenário, podemos ter de esperar cerca de 3 a 5 anos até os ecrãs MicroLED virem a ser incluídos num smartphone. Correm os rumores que a procura de painéis OLED da LG Display é um esforço para reduzir a dependência da sua maior rival Samsung. Que neste caso é a única fornecedora de ecrãs para o iPhone X. Desta forma a Apple pretende reduzir custos e aumentar as margens de lucro, adicionando assim mais um produto às suas linhas de produção.

 

Fonte Bloomberg
Através de BGR

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais