Android Geek
O maior site de Android em Português

Android é totalmente Grátis? Talvez não seja bem assim

A ideia de que o Android é um software opensource e gratuito é praticamente um mmentira, que é sempre repetida por aí sem questionarem se realmente é verdade. Uma reportagem efetuado, mostra que as coisas não são bem assim. Segundo o The Guardian, embora o sistema operativo em si não custe nada aos fabricantes de smartphones e tablets, eles ainda necessitam de pagar custos de licenciamento para colocarem os serviços essenciais do gigante, como o Google Play, o Gmail e o Maps, sem os quais um dispostivo perde muito das suas funcionalidade.

Para obter esses aplicativos, cada fabricante precisa de uma licença GMS (Google Mobile Services), que varia de acordo com a empresa e com o número de dispositivos que ela planeia vender. Em média, conforme uma fonte anônima da comunidade Android, sai por volta de US$0,75 (sensivelmente €0,55) por aparelho. Um valor bem mais baixo do que os US$15 (cerca de €11) cobrados pela Microsoft pelo Windows Phone.

Instalar o Google Play sem uma licença GMS é ilegal. A fonte ainda afirma que o Google esconde intencionalmente esse facto para não manchar a imagem de um sistema totalmente opensource e sem custos. Além disso, serve como uma espécie de controlo para a Google determinar o que quer que os fabricantes façam.

Como é obvio os grandes fabricantes acabam por pagar a licença, mas os mais pequenos não. O Google, porém, não tem meios para fiscalizar um número tão grande de dispositivos, portanto, faz de conta que não vê. Isso parece fazer algum sentido, ainda para mais quando nos lembramos de tablets chineses ou de fabricantes sem tradição no ramo. Muitos desses aparelhos, vendidos nas mais diversas lojas fisicas e/ou online, vêm sem a loja de aplicações do Google, então os utilizadores instalam as aplicações que necessitam via os ficheiros .apk atravez do computador.

O Google, porém, nega todas essas as informações. A companhia entrou em contacto com o Ars Technica, que também publicou a reportagem, para informar que não cobra taxas de licenciamento pelo Google Mobile Services. Provavelmente, nunca iremos ter a certeza. A Google pode estar a dizer a verdade, ou apenas está a manter o segredo sobre o assunto para manter a impressão de que o Android é 100% grátis.

Mas se realmente eles não cobram a devida taxa, porque existem ainda dispositivos que não trazem o GooglePlay instalado?

Fonte: The Guardian

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!
close-link