O Twitter tem vindo a integrar lentamente o Spaces à versão beta da sua aplicação Android. Ontem, alguns utilizadores do Twitter conseguiram através da aplicação para Android criar e hospedar salas de conversa Spaces.

 

Para criar um Space (sim é um nome estranho), toquem no botão principal Compor e seleccionem a nova opção de Spaces no topo da lista. Podem atribuir-lhe um nome a e convidar outros utilizadores. Também podem ter que dar à aplicação do Twitter a permissão de microfone no menu de informações da aplicação.

O que são os Spaces do Twitter?

Os Spaces do Twitter são salas de chat de aúdio para as quais podem convidar até dez outros utilizadores do Twitter (para um total de onze com o host), estas conversas estão disponíveis ao vivo para qualquer pessoa com o link. Precisam da aplicação Twitter para Android ou iOS para ouvir o Spaces. Embora o anfitrião tenha que convidar pessoas para falarem no seu Space, qualquer pessoa pode ouvir, não apenas os seguidores do anfitrião.

Relacionado:  Google adicionou novas ferramentas de edição de vídeo ao Google Fotos

Agora podem criar salas de conversas estilo Clubhouse no Twitter Android 1Agora podem criar salas de conversas estilo Clubhouse no Twitter Android 2Agora podem criar salas de conversas estilo Clubhouse no Twitter Android 3

O recurso parece estar bem avançado, dando aos anfitriões a opção de silenciar ou ativar a legendagem. O anfitrião pode convidar ouvintes para falar e os ouvintes podem solicitar permissão para participar na conversa. Os oradores podem ser silenciados manualmente, o que é sempre útil num ambiente digital onde várias pessoas podem estar a falar ao mesmo tempo. Oradores e ouvintes podem mostrar uma pequena seleção de emojis sobre os seus avatares, mas é aqui que acaba a interacção, sem áudio.

Apesar de ser muito popular como aplicação iOS, o Clubhouse ainda não lançou uma versão do Android, embora a empresa esteja a trabalhar nisso. Essa carência no mercado está a criar oportunidades para possíveis concorrentes. Além do Twitter, Reddit, Facebook, e Telegram estão a trabalhar em algum tipo de recurso de conversas com áudio em grupo.