Android Geek
O maior site de Android em Português

Afinal WhatsApp não é tão seguro quanto se pensa

Investigadores tiveram acesso a dados de 45 mil utilizadores de grupos públicos da aplicação

Parece que finalmente os utilizadores parecem ter percebido as reais consequenciais da falta de segurança da nossa informação. Sejam elas simples conversas, ou informações mais confidenciais, as ultimas noticias dão grande foco e destaque as sucessivas falhas de segurança por parte daquela que é a maior rede social do mundo, e estamos a falar do Facebook.

Infelizmente, não é só o Facebook que tem essas falhas, e mesmo aquelas que alegam ser as mais seguras, certamente terão as suas vulnerabilidades. Uma das primeiras a utilizar a criptografia de ponta a ponta, foi o WhatsApp, mas parece que ele não é assim tão seguro como fazem querer ser. É que um grupo de investigadores da Suíça e do Reino Unido provou que o WhatsApp é mais inseguro do que se imagina, uma vez que é possível ter acesso às mensagens trocadas entre um grupo dentro da aplicação, bem como às informações que estão subjacentes a cada utilizador, de uma forma bem simples.

whatsapp

Esse grupo de investigadores fizeram sair um longo do estudo, onde explicam como conseguiram ter acesso a dados de quase meio milhão de mensagens trocadas entre 45.794 de utilizadores do WhatsApp, em 178 grupos públicos, durante seis meses. Entre os dados recolhidos, têm números de telemóvel, imagens, vídeos, links e todo o tipo de informação partilhada pelos utilizadores.

Utilizando um simples e antigo smartphone que executa alguns scripts enquanto usam as aplicações para participar em vários grupos, passando a receber várias informações destes grupos, armazenadas pelo próprio WhatsApp de uma forma codificada. No entanto, essa mesma informação encriptada também fica gravada dentro da memória RAM do telemóvel, tornando mais fácil a descodificação da informação (números de telemóvel, imagens, links, etc).

Os investigadores referem que isto não se trata de uma falha na segurança, mas sim de um erro de "fabrico" do WhatsApp, que ainda não se manifestou sobre o caso.

 

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!
close-link