Android Geek
O maior site de Android em Português

YouTube diz não à estupidez e proíbe vídeos que alguém que o 5G causa coronavírus

O Ainda que tenhamos dúvidas , uma coisa que não devem de forma alguma fazer é injetar qualquer tipo de desinfetante no vosso corpo como o presidente Donald Trump sugeriu. Para termos uma noção do perigo da desinformação, 30 pessoas em Nova York foram tratadas na sexta-feira depois de beberem Clorox ou outro desinfetante.

Neste tempo único de pandemia mundial contemporânea em que a nosso modo de vida, a nossa economia e o nosso futuro foram afectados de uma forma que ainda vamos perceber, é natural termos dúvidas e incertezas.

O perigo da desinformação

Ainda que tenhamos dúvidas , uma coisa que não devem de forma alguma fazer é injetar qualquer tipo de desinfetante no vosso corpo como o presidente Donald Trump sugeriu.

Para termos uma noção do perigo da desinformação, 30 pessoas em Nova York foram tratadas na sexta-feira depois de beberem Clorox ou outro desinfetante. Trump também tinha anteriormente defendido o uso de hidroxicloroquina, um medicamento anti-malária e lúpus, embora não haja provas de que o medicamento ajude aqueles com coronavírus.

O YouTube está a remover vídeos que fazem alegações falsas sobre curas do COVID-19 e origem do coronavírus

As pessoas têm medo e, como resultado, estão mais vulneráveis e susceptíveis. Isso pode dificultar que avaliem a informação com bom senso.
Para prevenir propagação de curas falsas, o YouTube começou a proibir conteúdo que contradiz as descobertas da Organização Mundial da Saúde.
Susan Wojcicki, CEO do YouTube, diz que a nova política proíbe "qualquer coisa que contrarie as recomendações da Organização Mundial da Saúde".
Em entrevista à CNN, o executivo disse que até mesmo um vídeo que diga para tomar açafrão para prevenir COVID 19 será retirado, pois não é isso que a OMS diz. 
Ela deixou escapar a informação de que o YouTube tem um incontável número de vídeos de lavagem das mãos, algo que nunca pensou que veria. Além disso, relata um aumento de 75% nas notícias provenientes de fontes legítimas.
Mas Wojcicki salienta que o YouTube  "vai remover ativamente informações falsas e" sem fundamento médico. "

Wojcicki diz que a remoção de vídeos que violam as políticas do YouTube não é nova e que antes da pandemia, a plataforma já tinha regras de utilização e comunidade que tinham que ser seguidas.

Também referiu a recente alegação de que torres de células 5G são a causa do coronavírus. Como nenhuma organização respeitável pode provar que há uma correlação, o YouTube irá remover qualquer vídeo que promova essa teoria.

A CEO do YouTube diz que o comportamento dos utilizadores mudou conforme o número de infectados e mortos por coronavírus aumentou. No princípio eram dúvidas sobre o vírus e neste momento já é como fazer exercício em casa ou como reparar electrodomésticos.

Se todos os sites e órgãos de comunicação social concordarem em excluir teorias da conspiração e alegações perigosas e falsas sobre o COVID-19, isso pode impedir que alguém morra após beber desinfectante ou tomar medicamentos perigosos.

 

Bom trabalho YouTube!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais