Android Geek
O maior site de Android em Português

PROVOCAÇÃO: Xiaomi usa o slogan 'Flagship Killer' da OnePlus contra ela

Primeiro, a empresa começou por anunciar o seu novo Redmi K20 como o “Flagship Killer”, o termo de marketing exacto que a OnePlus usou agressivamente nos seus primeiros anos. Em seguida, a empresa colocou cartazes ao lado de anúncios OnePlus em toda a Índia com uma declaração ousada:

Acabamos de saber que a Xiaomi e Oppo já têm protótipos de câmaras sob o ecrã, algo que irá com certeza revolucionar a indústria de smartphones e será o culminar de muitos e bons anos de tentativa e erros para alcançar os tão desejados 100% de racio ecrã VS corpo.

PROVOCAÇÃO: Xiaomi usa o slogan 'Flagship Killer' da OnePlus contra ela 1

Mas a Xiaomi está a atacar os seus rivais de várias formas. Primeiro, a empresa começou por anunciar o seu novo Redmi K20 como o "Flagship Killer", o termo de marketing exacto que a OnePlus usou agressivamente nos seus primeiros anos. Em seguida, a empresa colocou cartazes ao lado de anúncios OnePlus em toda a Índia com uma declaração ousada: "Extremamente superior ao mais recente One".

Como muitos de vocês provavelmente sabem, a OnePlus é uma subsidiária da Oppo, embora as duas empresas gostem de negar o facto de que estão intimamente relacionadas. Ainda assim, muitos dos designs emblemáticos da Oppo acabam por dar visa aos projetos dos dispositivos OnePlus, a empresa matadora de FlagShips foi fundada pelo vice-presidente da Oppo, Pete Lau. O marketing da OnePlus sempre foi direccionado em oferecer aos clientes as melhores especificações com o menor preço possível, ao mesmo tempo em que fornece software adequado para utilizadores avançados - primeiro o CyanogenMod (RIP), e depois o próprio Oxygen OS.

Assim, a empresa promoveu o vosso dispositivo como um "Flagship Killer". A empresa evoluiu muito desde os seus primórdios e tornou-se menos sensacional na sua abordagem de marketing, mas a promessa básica - preço baixo e especificações altas - nunca mudou.

Xiaomi quer o título de Flagship Killer para o Redmi K20 Pro

A Xiaomi desenvolveu uma estratégia semelhante recentemente. Através da sua subsidiária Poco, apresentou o Pocofone nos mercados ocidentais, com a promessa explícita de reduzir diretamente a base de clientes original da OnePlus. Muitos (inclusive nós) até chamaram a Poco de sucessor espiritual da OnePlus, embora a empresa seja muito menos independente dos seus pais do que a OnePlus é da Oppo. Isso é evidente no recente marketing da Xiaomi com o seu Redmi K20 flagship - a Redmi é uma subsidiária assumida. O negócio parece ter notado que o marketing dos dispositivos como alternativas de baixo custo para a concorrência funciona muito bem e, assim, ampliou essa mensagem da sua sub-marca Poco para o seu próprio FlagShip.

E qual é a melhor maneira de comercializar o dispositivo do que atacar a mesma empresa que prometia a mesma oferta e tem a mesma base de clientes que se quer convencer?

Sim, faz todo o sentido para a Xiaomi atacar agressivamente o seu concorrente direto, e espero que possamos ver mais dessas ofensivas, pois é muito divertido e espicaça a inovação. A questão é se a OnePlus sentirá a necessidade de fazer um contra-ataque.

A tática da Xiaomi não é de forma alguma sem precedentes: vimos uma estratégia semelhante quando o Google iniciou a sua linha de pixels, posicionando-a bem contra a Apple e novamente com o Pixel 3a vs. "Telefone X" o que foi claramente a atacar o iPhone X.

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais