Android Geek
O maior site de Android em Português

Ùltima Hora: Samsung Investigada por alegadamente (também) prejudicar desempenho de equipamentos antigos

Lembram-se de como a Apple se meteu em problemas por prejudicar deliberadamente a perfomance dos antigos iPhones? Pois, a Samsung acabou de ser acusada do mesmo. As autoridades estão agora a investigar a Samsung e a Apple por "práticas comerciais injustas". Mais especificamente, a Samsung e a Apple agora estão lado a lado acusadas de  "explorar as deficiências de alguns componentes para reduzir o desempenho dos seus produtos ao longo do tempo e induzir consumidores a comprar novas versões do mesmo ".

Ùltima Hora: Samsung Investigada por alegadamente (também) prejudicar desempenho de equipamentos antigos 1

Ui Ui.. não ficaram bem na foto

Se a Samsung estiver realmente no mesmo barco da Apple quando se trata de desacelerar telefones antigos, não ficará bem na foto. Parecerá especialmente mau, considerando que eles se demarcaram da Apple quando a norte americana foi acusada pela primeira vez sobre a sua política de desaceleração de chipsets  nos Estados Unidos. Para vos relembrar a postura da Samsung na altura do ocorrido, o seguinte parágrafo é a declaração que a Samsung entregou no final de dezembro de 2017.

"A qualidade do produto foi e sempre será a principal prioridade da Samsung Mobile", disse um representante da Samsung. "Garantimos a vida útil prolongada da bateria dos dispositivos móveis da Samsung através de medidas de segurança de várias camadas, que incluem algoritmos de software que gerem a corrente de carga da bateria e a duração do carregamento. Não reduzimos o desempenho da CPU através de atualizações de software ao longo dos ciclos de vida do telefone ".

Na quinta-feira, a autoridade italiana de defesa da concorrência (Autorita Garante Della Concorrenza E Del Mercado, ou AGCM) sugeriu que a Apple e a Samsung são potencialmente culpadas pelas mesmas violações do Código do Consumidor. "Eles teriam proposto aos clientes atualizações de software para os seus telefones sem relatar as possíveis consequências da mesma actualização", disse o AGCM, "E sem fornecer informações suficientes para manter um nível adequado de desempenho de tais dispositivos, promovidos e comprados pelas suas características tecnológicas específicas e altas ".

Esta investigação não é brincadeira. Além da Autorita Garante Della Concorrenza E Del Mercado, tanto a Unidade Especial de Antitruste da Guardia di Finanza quanto os perfis técnicos das operações dos militares da Unidade Especial de Fraudes Tecnológicas do mesmo Corpo estão a investigar o tema. Parecem muito sérios em tirar este assunto a limpo.

Este anúncio da AGCM foi divulgado a 18 de janeiro de 2018. Vamos ficar atentos ao desenrolar dos acontecimentos e trazer novidades em breve.

VIA

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais