Android Geek
O maior site de Android em Português

TikTok não tolera injustiças e vai processar Admnistração Trump já amanhã

A NPR citou uma pessoa que estava diretamente envolvida no processo que se aproxima. Mas esta fonte não foi autorizada a falar em nome da empresa.

Em resposta à proibição de TikTok e WeChat assinada pelo presidente dos EUA, Trump, A Rádio Pública Nacional (NPR) citou fontes internas em 8 de agosto e revelou que TikTok está a planear processar o governo Trump.

A NPR citou uma pessoa que estava diretamente envolvida no processo que se aproxima. Mas esta fonte não foi autorizada a falar em nome da empresa. Esta afirma que TikTok entrará com um processo federal contra o governo Trump na terça-feira, este processo será submetido ao Tribunal Distrital dos EUA para o Distrito Sul da Califórnia, porque a sede comercial da TikTok nos EUA tem sede neste Estado.

CEO do Google, Trump

Além disso, a NPR foi informada de que o processo consideraria a ordem executiva assinada pelo presidente Trump como inconstitucional, porque não dava à empresa a possibilidade de responder. TikTok também acredita que as 'razões de segurança nacional' nesta ordem executiva não têm fundamento.

'É baseado em pura especulação e conjectura'. A fonte enfatizou que a ordem executiva de Trump não foi baseada em nenhum resultado de investigação factual.

Em resposta, a NPR afirmou que a Casa Branca se recusou a comentar o processo.

Trump vs TikTok (e China)

 

Trump assinou uma ordem executiva a 6 de agosto onde afirma que as aplicações móveis TikTok e WeChat 'representavam uma ameaça à segurança nacional dos EUA'. Portanto, ele proibirá qualquer empresa ou indivíduo sob jurisdição dos Estados Unidos de realizar qualquer transação com a empresa detentora da TikTok Bytedanc. Isso também se aplica à Tencent e as suas subsidiárias que conduzem transações relacionadas ao WeChat.

As acções do governo dos EUA foram denunciadas pelo porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin, como "hegemonia nua e crua". Numa entrevista na tarde de 7 de agosto, Wang Wenbin afirmou que os Estados Unidos não hesitarão em prejudicar os direitos e interesses da maioria dos utilizadores e empresas americanas. O governos de Trump quer se sobrepor aos princípios do mercado e às regras internacionais para fortalecer os seus próprios interesses privados. Além disso, conduzirá intencionalmente a manipulação e a repressão políticas, o que acabará por dar os seus próprios frutos. Wang Wenbin exortou os EUA a corrigirem seus erros, a se absterem de politizar problemas económicos e pararem de boicotar empresas relevantes.

A ByteDance também emitiu um comunicado no mesmo dia. Expressou o desejo de procurar meios legais para resistir às práticas irracionais do governo dos Estados Unidos. A ByteDance afirma que a última ordem executiva emitida pelo Presidente dos Estados Unidos não seguiu o devido processo legal. A declaração afirma que a ordem executiva estabelece um precedente perigoso que viola a liberdade de expressão e os mercados abertos. Se o governo dos Estados Unidos não tratar deste processo com justiça, a ByteDance recorrerá aos tribunais dos Estados Unidos.

Fonte

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!