A S Pen sempre diferenciou a série Note de outros smartphones emblemáticos e, a cada ano, a Samsung tornou-a um pouco melhor. Com o Galaxy Note 9, a Samsung melhorou a S Pen com conectividade Bluetooth e a capacidade de carregar 30 minutos de energia em menos de um minuto. Hoje, o USPTO concedeu uma patente que poderá significar uma S Pen também usada como uma câmera com zoom óptico – potencialmente anulando a necessidade de um entalhe para a câmera (ou buraco no ecrã).

Na patente, a Samsung cita que os smartphones normalmente utilizam o zoom digital para reduzir a espessura do dispositivo, apesar do zoom óptico oferecer melhor qualidade da imagem final. A patente descreve um método de embutir um sensor óptico na S Pen que compreende pelo menos uma lente. O sensor seria controlado por um botão externo.

Samsung patenteia uma possível câmera na S Pen 1

A ideia de expandir a funcionalidade deste acessório para incluir uma câmera pode parecer uma coisa desnecessária. No entanto, com o desafio do design de smartphones focado em expandir os limites dos painéis para fornecer uma exibição de ecrã inteira, cada vez há menos espaço para uma câmera. Muitos OEMs optaram por implementar um entalhe para abrigar a câmera frontal, e já vimos o próximo S10 e S10 + com furos no ecrã para evitar o entalhe.

Incorporar uma câmera diretamente na S Pen, permanentemente conectada ao dispositivo, elimina a necessidade de uma câmera frontal inteira e, portanto, a necessidade de qualquer entalhe ou recorte.

A Samsung também faz referência na patente de possíveis slots futuros para abrigar a S Pen em notebooks e ecrãs de desktop. A patente foi apresentada em fevereiro de 2017, e apesar de aparentemente ser uma resposta para a solução do problema do entalhe, é prematuro esperar algo deste gènero no Note 10.