Android Geek
O maior site de Android em Português

Samsung está a trabalhar na sua própria GPU para os chips Exynos

Tudo indica através de listas de emprego que, a Samsung decidiu criar a sua própria GPU. A marca supostamente tinha estado a investigar a AMD e Nvidia como potenciais fornecedores, mas até agora nada disso veio a resultar. Agora poderá seguir as pisadas da sua rival Apple, e desenhar o segundo maior componente na sua própria casa.

De momento existe uma equipa formada com sede na Califórnia, que está a procurar contratar talento nas gigantes Qualcomm, AMD e Nvidia, para desenhar os seus próprios núcleos em alternativas aos ARM e Mali, que a Samsung está a usar nos seus próprios chips Exynos.

gsmarena_001.jpg

A Samsung aponta assim ao fabrico das suas próprias GPU's, mas provavelmente irá começar em fabricação para o segmento mais barato, de maneira a ganhar experiência. A segunda geração de GPU's já poderá chegar a equipamentos de topo, juntamente a outras aplicações, como carros com condução autónoma e machine learning.

Os núcleos Mongoose da Samsung conseguem superar a performance dos núcleos Cortex A, e se a marca conseguir duplicar o sucesso nas GPU's, vai conseguir reduzir a sua dependência nos núcleos ARM. A Samsung ainda tem uma pequena vantagem sobre a Apple, os seus modems, enquanto que a marca de Cupertino tem de depender dos modems da Qualcomm e da Intel.

Samsung está a trabalhar na sua própria GPU para os chips Exynos 1

O Exynos 9810 usa o mais recente da Samsung, com Cat.18 6CA capaz de atingir 1.2Gbps. Este modem pode assim combinar a utilização de 6 operadoras LTE ao mesmo tempo, o que faz com que seja o primeiro a fazê-lo na indústria móvel, uma performance digna de registo.

Há dias chega-nos através do Twitter do @UniverseIce, informação que afirma que a Samsung vai começar a produzir em massa ram LPDDR5 e UFS 3.0 nand no segundo semestre deste ano. No qual estes dois componentes podem aparecer já primeiro no Galaxy S10.


O UFS 3.0 tem o dobro da largura de banda do UFS 2.1, com velocidades até 23,2 Gbps. Também vai consumir menos energia e possui uma faixa de temperatura alargada, por exemplo ao uso das indústrias automóveis.

Já no caso da ram LPDDR5, devemos esperar um aumento de 10% no desempenho e um aumento de 15% na eficiência energética.

Samsung está a trabalhar na sua própria GPU para os chips Exynos 2

O futuro chipset Exynos 9820 vai oferecer um poder de processamento impressionante que superará significativamente o chipset Snapdragon 855 da Qualcomm. 

Tudo isto significa que a Samsung pretende cada vez mais a sua independência de fornecedores, ou seja a marca pretende claramente ter o domínio na sua grande maioria dos componentes dos seus smartphones.

Através de Gsmarena

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais