Android Geek
O maior site de Android em Português

Sanções dos EUA à ZTE prestes a terminar

A ZTE foi inicialmente multada em US $ 900 milhões por violar o embargo comercial e vender equipamentos com processadores da Qualcomm ao Irão. Apesar da empresa pagar a  sua multa, não cumpriu a segunda parte do acordo com o Comite de Comércio dos EUA, que obrigava a deveria financeiramente 35 funcionários envolvidos no incidente.

Há um mês, discutimos aqui que a ZTE estava em maus lençois e teria interrompido a sua actividade depois de receber agressivas sanções do governo dos Estados Unidos por causa de um acordo anterior decorrente de remessas ilegais de produtos para o Irão.

Sanções dos EUA à ZTE prestes a terminar 1

Desde então, o presidente Trump e amigos entraram em ação para ajudar a ZTE a permanecer viva .

Segundo a Reuters , a ZTE assinou um acordo preliminar que vai levantar a proibição de empresas norte-americanas que fornecem produtos à ZTE. Eles terão que pagar uma multa de US $ 1 mil milhões, mais US $ 400 milhões , no caso de haver novo incumprimento.

Além da multa, a ZTE deve permitir vistorias a entidades EUA para garantir que os produtos estão a serusados ​​conforme acordado,e substituir o concelho de admnistração e equipa executiva em 30 dias.

 

Assim uma das principais empresa de telecomunicações, equipamentos e smartphones da China, a ZTE, continuará a poder comprar componentes de empresas norte-americanas, informou o The Wall Street Journal. Como prometido por Donald Trump , presidente dos Estados Unidos, a proibição de sete anos será suspensa, mas a empresa terá que fazer mudanças maciças na sua gestão e pagar ainda mais multas.

EUA e China chegam a acordo sobre a ZTE image

A ZTE foi inicialmente multada em US $ 900 milhões por violar o embargo comercial e vender equipamentos com processadores da Qualcomm ao Irão. Apesar da empresa pagar a  sua multa, não cumpriu a segunda parte do acordo com o Comite de Comércio dos EUA, que obrigava a deveria financeiramente 35 funcionários envolvidos no incidente.

A acção em relação à ZTE faz parte do impasse entre as duas maiores economias do mundo. Embora Washington permita que a companhia de telecomunicações chinesa mantenha a sua produção, Pequim em contra partida removerá as taxas dos produtos agrícolas norte-americanos. Bem jogado Trump és bem menos idiota do que pareces.

A ZTE é atualmente o quarto maior fornecedor de smartphones nos EUA. Ontem, o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, foi citado pela CNBC que não havia intenção de “colocar a empresa fora de negócio”.

Detalhes sobre o acordo serão esclarecidos no final desta semana. Do ponto de vista dos smartphones, isso provavelmente trará o Axon 9 e o Axon 9 Pro, recentemente registados com a EEU.

// Reuters

 

Gostaram? Podia ter sido melhor?
Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Gostaram? Podia ter sido melhor?
Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!
close-link