Poderão as criptomoedas levar os bancos à obsolescência?

O Bitcoin agora é aceite por um número crescente de fornecedores e comerciantes (incluindo nomes conhecidos como Microsoft e Expedia), e caixas electrónicas (ATM) de bitcoin estão a surgir um pouco por todo o mundo.

‎À medida que o mundo se torna cada vez mais digital e mais transações financeiras ocorrem eletronicamente, as criptomoedas em geral, e o bitcoin em particular, têm recebido um aumento significativo na popularidade à medida que mais pessoas o percebem como uma forma genuína de dinheiro.

O Bitcoin agora é aceite por um número crescente de fornecedores e comerciantes (incluindo nomes conhecidos como Microsoft e Expedia), e caixas electrónicas (ATM) de bitcoin estão a surgir um pouco por todo o mundo. Esse desenvolvimento alimentou previsões de que o bitcoin eventualmente iria substituir, os bancos centralizados como o principal meio de pagamento.‎ Serviços como o Immediate Edge afiguram-se como grandes dores de cabeça para a banca tradicional.

‎Os bancos centralizados podem ficar desatualizados ou obsoletos no futuro? Poderemos nós em breve realizar todas as transações com moeda digital? Vamos tentar responder a estas perguntas neste artigo.

Poderão as criptomoedas levar os bancos à obsolescência? 1

Bitcoin

‎Até recentemente, o Bitcoin era principalmente um um sítio para especuladores, e com uma boa razão. Um Bitcoin valia US$ 0,125 em julho de 2010, a 30 de setembro de 2019, um bitcoin valia US$ 8.463,92. Se tivessem comprado um bitcoin por US $ 1.000 em julho de 2010, agora valeria aproximadamente US $ 68 milhões. E vocês receberiam mais que o dobro se o tivessem vendido no seu auge em dezembro de 2017.

‎Embora as taxas de câmbio continuem a variar mais do que alguns gostariam, a realidade é que o Bitcoin aumentou de valor e agora parece estar segurar o seu próprio valor, levando consumidores e empresas a considerá-lo como um método viável de pagamento. Se as tendências atuais continuarem, a adoção “inteiramente digital” poderá ser um próximo passo natural, especialmente para aqueles que querem um sistema económico descentralizado.‎

Poderão as criptomoedas levar os bancos à obsolescência? 2

Será uma ameaça ao sistema bancário?

‎Uma quantidade crescente de dados sugere que o bitcoin é visto como um possível perigo por parte dos sistemas financeiros em todo o mundo. O problema é referido mesmo, como uma “revolução digital” por um Relatório Bancário vindo do Reino Unido, que observa que os utilizadores de Bitcoins podem contornar inteiramente os bancos nas suas transações, impedindo assim que os bancos cobrem as suas taxas habituais. Em um esforço para se manter competitivo, Agustin Carstens, chefe do Banco para Assentamentos Internacionais (BIS), sugeriu que os bancos centrais podem em breve começar a produzir o seu próprio dinheiro digital.‎ Isto significa que para combater o boom do Bitcoin, os próprios bancos centralizados, poderão criar as suas próprias moedas digitais, tal como se diz em Inglês, “fight fire with fire” (combate o fogo com fogo).

Poderão as criptomoedas levar os bancos à obsolescência? 3

Desafios e preocupações

‎Em ambos os lados, o pensamento de um sistema económico baseado em Bitcoins provoca sentimentos mistos. Enquanto os defensores do Bitcoin aplaudem o conceito de que ele neutraliza com sucesso um sistema bancário ganancioso e perigoso, a ausência de regulação de mercado pode ser considerada como um novo “oeste selvagem”, um terreno fértil para um novo conjunto de comportamentos perigosos. Além disso, sem qualquer tipo de mecanismo de estabilização em vigor, a mudança de preços do Bitcoin pode acabar com fortunas inteiras em um único dia. Qualquer tentativa de substituir o banco central por dinheiro digital iria exigir enormes debates sobre como resolver essas e outras questões.‎

Poderão as criptomoedas levar os bancos à obsolescência? 4

‎Assim será o Bitcoin capaz de derrubar o banco centralizado? Há três resultados prováveis no momento:‎

  • ‎Quando as preocupações de estabilidade e regulação sejam superadas, o Bitcoin irá tornar-se a forma preeminente de dinheiro. Os bancos centrais não fecham imediatamente, em vez disso, eles crescem cada vez mais obsoletos e acabam por desaparecerem. Quando as transações ocorrem nesta circunstância, o intermediário é efetivamente cortado. Por outras palavras, as empresas usariam criptomoedas para lidar diretamente com os clientes.‎ Não haveria as taxas bancárias que os bancos usam hoje em dia.

 

  • Os bancos centrais estão a aprender a aceitar o bitcoin e/ou outras criptomoedas. Os inovadores da indústria estão a encontrar novas maneiras de incorporar dinheiro digital nos seus serviços, reforçando a relevância dos bancos centrais para uma nova geração.‎

 

  • ‎Devido a condições inesperadas, o Bitcoin começa a ruir e desintegra-se. O processo resulta na perda de fortunas, mas o banco central está lá para recolher de novo os seus utilizadores.‎

Cartões VISA de Criptomoeda‎ fazem sucesso

A Binance Card, a mais nova de uma linha de cartões de débito cripto Visa atualmente acessíveis, foi uma das tendências mais badaladas do ano passado , com o Binance Card entrar em operações recentemente na Europa, tornou mais fácil do que nunca usar cripto para pagar produtos e serviços.‎‎ ‎

‎Muitos dos cartões de débito cripto fornecem incentivos atraentes, com vários níveis para se adequar a várias condições financeiras. Para manter o token nativo da plataforma, a maioria dos cartões de débito Visa apoiados por criptomoedas fornecem incentivos de staking, cash-back e outras vantagens.‎

Poderão as criptomoedas levar os bancos à obsolescência? 5‎Embora esses negócios tentadores possam não durar para sempre, novas ofertas atraentes de cartões de débito cripto apoiados pela Visa aparecem praticamente todos os dias. Ao fazer parcerias com empresas de pagamento estabelecidas como a Visa, o Bitcoin aproxima-se da ampla aceitação, oferecendo benefícios que nenhum banco pode igualar.‎

‎A Visa esboçou intenções de diminuir ainda mais a diferença entre criptomoedas e pagamentos globais, introduzindo interoperabilidade a pagamentos globais e transações diárias, permitindo que os consumidores gastem as suas criptomoedas em mais de 54 milhões de comerciantes globalmente.‎

 

 

 

 

 

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!