Android Geek
O maior site de Android em Português

O próximo chipset da Huawei, Kirin 980, será lançado na IFA em Setembro

Ontem, juntamente com alguns smartphones e um equipamento wearable, a Huawei revelou na China também o seu novo chipset – Kirin 710. O primeiro chipset da empresa a usar o processo de fabricação de 12 nm. Agora, o próximo chipset principal da empresa – Kirin 980, deverá ser lançado na IFA em Berlim em Setembro deste ano.

O futuro Kirin 980 será o sucessor do chipset Kirin 970 que actualmente está presente nos smartphones flagships da empresa. Uma vez lançado, o HiSilicon Kirin 980 estará a equipar os smartphones topo de gama da Huawei e da Honor.

Huawei HiSilicon Kirin 980

No entanto, neste momento não há informações oficiais disponíveis sobre o chipset Kirin 980. Anteriormente foi escrito por nós, que o Kirin 980 será fabricado pela TSMC, e será produzido sob o mesmo processo de 7nm usado no novo chipset A12 da Apple. Para além disto, o chipset também contará com uma nova NPU Cambrian da Cambricon Technologies.

Esta nova NPU Cambrian AI, fornecerá 5 triliões de cálculos por watt, e estará disponível nas variantes dual, quad e octa-core, dependendo do nível de processamento de IA necessário. O principal chipset também terá núcleos de CPU A75 da ARM, mas contará com a própria GPU da Huawei, a primeira da empresa.

O próximo Kirin 980 deverá equipar os smartphones da série Mate 20 da Huawei, após o seu anúncio ainda este ano. Espera-se também que esteja a equipar a próxima geração de smartphones da série P da Huawei. A informação AnTuTu do Mate 20 Pro revela do que o chipset é capaz, registando uma pontuação incrível de 356.819.

Ontem a Huawei lançou o Kirin 710, com a intenção de concorrer com o mais recente da Qualcomm Snapdragon 710, que é fabricado a usar o processo de 10nm. O chipset consiste em quatro núcleos Cortex-A73 com clock de 2,2 GHz e quatro núcleos Cortex-A53 com clock de 1,7 GHz. A GPU, ARM Mali G5, é 1,3 vezes melhor que a da Kirin 659 e 1x mais eficiente em termos energéticos.

Em termos de desempenho, o desempenho de um único núcleo do Kirin 710 é 75% maior do que o do Kirin 659, enquanto que para o desempenho de múltiplos núcleos, ele oferece um aumento de 68% no desempenho. O processador de sinal de imagem e o processador de sinal digital também receberam melhorias evoluíram o desempenho da câmara em condições de pouca luz.

Além do novo Kirin 980, a empresa chinesa também está a trabalhar em outro chipset – Kirin 1020, que é segundo as informações até à data, duas vezes mais poderoso que o actual chipset Kirin 970. Segundo as informações, este chipset deverá entrar em produção, quando a primeira rede 5G for lançada e, em breve usada nos smartphones da empresa.

 

Fonte

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma 😉

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma ;)
close-link