Android Geek
O maior site de Android em Português

No futuro poderemos ter autenticação biométrica 3D que mapeia as veias dos dedos com luz e som

Embora agora tenha sido descoberto um novo método que envolve mapear as veias dos dedos usando luz e som, que pode mesmo chegar aos smartphones. De acordo com o líder da equipa de investigação Jun Xia, da University de Buffalo, “O método de autenticação biométrica 3D da veia do dedo que desenvolvemos permite níveis de especificidade e anti-spoofing que não eram possíveis antes.

A autenticação biométrica já vista em produtos comerciais há vários anos, a forma mais comum são os sensores de impressão digital ou Face ID baseado em características faciais. Embora agora tenha sido descoberto um novo método que envolve mapear as veias dos dedos usando luz e som, que pode mesmo chegar aos smartphones.

De acordo com o líder da equipa de investigação Jun Xia, da University de Buffalo, “O método de autenticação biométrica 3D da veia do dedo que desenvolvemos permite níveis de especificidade e anti-spoofing que não eram possíveis antes. Uma vez que duas pessoas não têm exatamente o mesmo padrão de veias 3D, falsificar uma autenticação biométrica de veia exigiria a criação de uma réplica 3D exata das veias dos dedos de uma pessoa, o que basicamente não é possível. ” Em outras palavras, parece ser praticamente impossível para qualquer hacker falsificar as veias de uma pessoa e violar esse novo método de autenticação biométrica.

Smartphones

Este desenvolvimento também implica uma miríade de aplicações possíveis em vários produtos de consumo, como smartphones que têm elevado a fasquia dos limites com novas técnicas de autenticação biométrica nas gerações mais recentes.

O sistema de autenticação biométrica 3D das veias está em desenvolvimento, e com o passar de alguns anos, uma versão de tamano pode ser uma possibilidade, poderá assim trazer uma nova forma de segurança praticamente à prova de falhas aos Smartphones . Pode até mesmo ficar posicionado de forma semelhante a onde a geração actual em leitores de impressão digital é colocada.

A técnica detecta essencialmente recursos invisíveis em 3D e pode ser usada para garantir melhor segurança de proteção de dados pessoais e outros documentos confidenciais. As técnicas de autenticação biométrica baseadas nas veias dos dedos não são exatamente novas, mas eram geralmente baseadas em imagens 2D. As novas técnicas adicionam outra camada de profundidade com imagens 3D que aumentam significativamente a segurança, ao tornar muito mais difícil falsificar o padrão e tornam menos provável a possibilidade de um falso positivo. Portanto, se um smartphone com esse recurso for lançado, a sua autenticação de segurança seria a mais segura de sempre.

 

O sistema usa uma tomografia fotoacústica, uma técnica de imagem que combina luz e som, detalhada pela primeira vez no ScienceDaily. A luz de um laser é usada primeiro para iluminar o dedo e, ao atingir as veias, é criado um som que é detectado por um detector de ultrassom que usa a informação para reconstruir uma imagem 3D das veias. Essa solução pode mudar a forma como os OEMs abordam a segurança em smartphones no futuro e pode até vir a ser a próxima geração de autenticação em Smartphones.

 

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!