Android Geek
O maior site de Android em Português

Não é necessário alterar os cartões para chamadas 5G, pelo menos em Pequim

Especula-se que o primeiro lote de smartphones 5G será lançado no segundo semestre deste ano, e algumas cidades podem experimentá-lo primeiro, sendo que Pequim está entre elas.

 

Recentemente, a China Mobile testou com sucesso o primeiro telefone 5G através da sua rede experimental de 5G em Pequim. Ao testar a chamada, ela usou a rede principal e a rede IMS da NSA (actualizada pela rede 4G ao vivo). Assim, a chamada entre smartphones habilitados para 5G pode ser realizada sem alterar o cartão e sem alterar o número. E segundo os relatos, a qualidade do som da chamada de voz via 5G foi muito boa.

Apple 5g

Já na noite de 9 de abril, a China Mobile Beijing Company concluiu a actualização da versão NSA do equipamento de rede principal. Após a actualização, a rede principal e a rede IMS receberam a funcionalidade 5G. Simplificando, agora, ele pode ser usado por smartphones habilitados para 5G ou outros terminais de 5G. O primeiro teste foi realizado a 12 de abril. Por outras palavras, o dia da primeira chamada 5G pode ser definido como sendo o dia 12 de abril.

Em dezembro do ano passado, o Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação aprovou oficialmente as bandas de frequência de teste de 5G das três principais operadoras. A China Mobile foi aprovada para as bandas de frequência de teste de 2,6 GHz e 4,9 GHz. Isso significou que os principais operadores estavam a acelerar a construção de redes de 5G.

Especula-se que o primeiro lote de smartphones 5G será lançado no segundo semestre deste ano, e algumas cidades podem experimentá-lo primeiro, sendo que Pequim está entre elas.

Quanto aos primeiros smartphones com 5G, sabemos que a maioria das principais marcas já preparou os seus próprios modelos que chegarão ao mercado muito em breve. Não é difícil adivinhar que eles vêm dos fabricantes chineses. Por isso, é lógico que a China seja um dos primeiros países a mudar para a próxima geração de comunicação comercialmente. Este facto é até aceite pelo Governo dos Estados Unidos, que sabe perfeitamente que perdeu a "guerra" do 5G para a China.

Fonte

 

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais