Microsoft perde em tribunal e é condenada a pagar $242 milhões

Microsoft condenada a pagar $242 milhões por violação de patente em assistente de voz. Caso destaca a importância do respeito aos direitos de propriedade intelectual na tecnologia.

Microsoft condenada por violação de patente de assistente de voz

No dia 10 de maio de 2024, um júri federal em Delaware, EUA, determinou que a Microsoft infringiu uma patente da IPA Technologies e ordenou que o gigante tecnológico pagasse $242 milhões em danos. O júri concluiu que o software de assistente de voz Cortana da Microsoft violou os direitos de patente da IPA em software de comunicação de computador.

Microsoft Twitter

A decisão resultou de um processo movido pela IPA Technologies em 2018, acusando a Microsoft de infringir várias patentes relacionadas a assistentes digitais pessoais e navegação de dados baseada em voz. Após um julgamento de uma semana, o caso foi limitado a focar-se numa das patentes da IPA. A Microsoft argumentou que não infringiu a patente e que a própria patente era inválida.

IPA Technologies e o histórico da patente

A IPA Technologies é uma subsidiária da empresa de licenciamento de patentes Wi-LAN. A empresa tecnológica canadiana Quarterhill e duas empresas de investimento são os proprietários da empresa. A patente em questão foi originalmente adquirida pela IPA da Siri da SRI International. A Apple adquiriu a Siri e sua tecnologia em 2010 e aplicou-a ao seu próprio assistente de voz, Siri.

Resposta da Microsoft e implicações futuras

Em resposta à decisão, um porta-voz da Microsoft afirmou: “Continuamos a acreditar firmemente que a Microsoft não infringiu as patentes da IPA e iremos recorrer da decisão.” Representantes da IPA e da Wi-LAN ainda não responderam ao veredicto.

Vai gostar de saber:  WhatsApp Lança Nova Função de Privacidade Para Fotos de Perfil

O caso deve continuar, uma vez que a Microsoft planeia recorrer da decisão. Se o recurso não for bem-sucedido, a empresa poderá ter de pagar os $242 milhões em danos à IPA Technologies. Florian Mueller, um especialista na área, observa que a IPA Technologies também poderá interpor um recurso cruzado se o recurso da Microsoft tiver sucesso.

Conclusão

A decisão contra a Microsoft destaca a batalha contínua pelos direitos de patente no mundo em constante evolução da tecnologia de assistentes de voz. À medida que as empresas desenvolvem novos produtos, devem navegar no complexo cenário dos direitos de propriedade intelectual para evitar disputas legais dispendiosas. A indústria tecnológica e os especialistas jurídicos estarão atentos ao resultado do recurso da Microsoft e a quaisquer possíveis recursos cruzados. O caso serve como um lembrete da importância de respeitar os direitos de patente e das potenciais consequências de infringi-los.

Para mais notícias sobre tecnologia, siga o AndroidGeek.

 

Fonte

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!
Deixe um comentário