No Dia da Internet Mais Segura 2017 a Google mostra como protege os utilizadores online

Utilizar uma palavra-passe forte sem a reciclar para outras contas, trocar informações pessoais apenas em websites com encriptação e manter o software actualizado. Nunca estas dicas foram tão importantes para manter o utilizador seguro online. Mas, hoje, no Dia da Internet Mais Segura , queremos mostrar como os nossos sistemas ajudam a manter os internautas seguros, automaticamente, na Google e não só. Sem interruptores para ligar/desligar ou botões para clicar, esta protecção está sempre presente.
 
Proteger a sua Conta Google contra esquemas de Phishing 
Por vezes, existem emails que recebemos e que dão a ideia de serem de alguém em quem confiamos, contudo, podem ser um logro. Este tipo de mensagens com spam em baixo procuram enganar o utilizador – levando-o, a fornecer as suas informações pessoais – para que depois a sua conta possa ser pirateada.
No Dia da Internet Mais Segura 2017 a Google mostra como protege os utilizadores online image
Os emails de SPAM aproveitam-se da sua confiança nos seus contactos e negócios de modo a tentarem infectar o seu PC ou roubarem o seu username e palavra-passe.
Felizmente, construímos “verdadeiras muralhas” no Gmail para, automaticamente, impedirem este tipo de mensagens antes mesmo que o utilizador as veja. Os nossos sistemas examinam, anonimamente, milhares de sinais em toda a plataforma Gmail – a origem da mensagem, a quem é endereçada, quantas vezes o remetente entrou em contacto com o destinatário no passado – para determinar quais as mensagens que são seguras e quais não são. Depois, filtramos a grande maioria destas mensagens desagradáveis; a caixa de entrada do Gmail contém, em média, menos de 0.1% de mensagens de spam.

Ainda assim, através da Internet, os “vilões” podem ser bastante inteligentes e meticulosos. Por exemplo, podem roubar o seu nome de utilizador e palavra-passe apenas porque o utilizador, acidentalmente, partilhou estes dados num website fraudulento. Mas mesmo que estes intrusos saibam as suas credenciais, os nossos sistemas ainda são capazes de os bloquear e manter a sua conta segura, algo que fizemos centenas de milhares de vezes em 2016. E, não se trata apenas de termos a certeza de que escreveu a palavra-passe correcta… Também estamos atentos a sinais mais subtis para confirmar que o início da sessão é normal: está a usar o mesmo dispositivo que normalmente usa? Encontra-se num local familiar ou algures num local longínquo onde nunca esteve? Queremos certificar-nos que esta tentativa de registo não se assemelha a outros padrões de registo que possam estar no nosso radar num determinado momento.
O segredo está nos sistemas que, muitos mil milhões de vezes por dia, detectam estes sinais subtis – pistas – que ajudam a identificar os registos seguros. Pense nestes sinais, como se se tratasse da lupa do Sherlock Holmes a ser alimentada por alguns data centers. Estas pistas deixadas pelos “piratas” – muitas vezes sem o saberem – ajudam-nos a olhar para cada tentativa de novo registo e compará-lo com um típico registo seguro assumido pelos nossos sistemas com base em muitos mil milhões de outros registos seguros.  Se algo parece estranho pedimos verificações adicionais específicas, enviamos notificações para o telemóvel ou email do utilizador de modo a possa agir rapidamente caso algo não seja familiar ao utilizador.
 
Na Internet, no Android,: mantemo-lo sempre protegido 
Usamos ferramentas de segurança semelhantes para ajudar a Internet e a grande maioria de aplicações e equipamentos Android a estarem seguros.
No Dia da Internet Mais Segura 2017 a Google mostra como protege os utilizadores online image
Um aviso de segurança: o vermelho significa parar!
Por exemplo, alguma vez clicou num link e viu um aviso vermelho, como este? Trata-se da tecnologia de Navegação Segura a sugerir fortemente que o utilizador evite visitar o website em causa, pois, muito provavelmente, contêm conteúdo malicioso ou um esquema de phishing. À semelhança da forma como rastreamos a internet para disponibilizar os resultados de pesquisa, na navegação Segura procuramos conteúdos maliciosos que podem prejudicar o utilizador ou danificar o seu equipamento. É sempre um trabalho difícil e rigoroso: semanalmente, mostramos dezenas de milhões de avisos de Navegação Segura em mais de 2 mil milhões de equipamentos nos mais variados browsers.
Para os nossos utilizadores Android, desenvolvemos uma espécie de análise de aplicações baseado na tecnologia de Navegação Segura e que procura especificamente aplicações Android perigosas – qualquer que sejam elas e que avisa o utilizador antes mesmo de a instalar. Caso alguma aplicação não passe neste teste, ela não será permitida no Google Play. Outra protecção adicional que dispomos é a funcionalidade Verificação de Aplicações que corre directamente nos equipamentos Android e que, proactivamente, verifica diariamente mais de 6 mil milhões de aplicações e 400 milhões de dispositivos. Surge quando o utilizador instala uma aplicação, regressa depois para se certificar de que está tudo em segurança e caso algo não esteja correcto pode mesmo remover, automaticamente, a aplicação.
 
Identificar websites maliciosos óbvios – websites muito conhecidos por esquemas de phishing, ataques de ransomware que bloqueiam o equipamento do utilizador até que este pague – é relativamente fácil. Já os esquemas mais furtivos só são detectáveis medindo muitos mil milhões de sinais em sites e aplicações. Se isto lhe soa a familiar é uma abordagem semelhante à que usamos para protecção do spam no Gmail e nos registos suspeitos no Google. A capacidade de compreender a maldade em grande escala permite-nos encontrar as pistas que os vilões deixam para trás sem se aperceberem.
 
Temos a responsabilidade de manter os nossos utilizadores seguros no Google e de ajudar a Internet a ser um local, também, cada vez mais seguro. Estamos constantemente a melhorar as nossas protecções automáticas, mas queremos proporcionar também aos utilizadores o controlo de poderem ajustar as suas definições de segurança. A pensar nisso, sugerimos que comemore o Dia da Internet Mais Segura e, em dois minutos, realize a Verificação de Segurança para proteger a sua conta e ajustar as suas definições de segurança. Caso pretenda saber outras formas de manter a sua conta Google em segurança, clique em privacy.google.com ou consulte a nossa infografia realizada com base num estudo da Google em Portugal.
No Dia da Internet Mais Segura 2017 a Google mostra como protege os utilizadores online image
Post de, Allison Miller e Mark Risher, Google Security,

Poderá gostar de: Mais do autor

Comentários estão fechados.