Intel consegiu alegadamente licença para fornecer chipsets à Huawei

A situação para a Huawei não era a melhor, mas agora há boas notícias. De acordo com uma informação vinda da China, a Intel conseguiu uma licença dos Estados Unidos para continuar a fazer negócios com a Huawei.

Com as novas sanções dos Estados Unidos, a Huawei foi impedida de adquirir chipsets ou fabricá-los se usarem tecnologia americana. A situação para a Huawei não era a melhor, mas agora há boas notícias.

De acordo com uma informação vinda da China, a Intel conseguiu uma licença dos Estados Unidos para continuar a fazer negócios com a Huawei. Isso significa que o gigante chinês poderá continuar a fabricar os seus laptops.

Huawei Logo MWC 2019

Este é um grande desenvolvimento para a empresa chinesa e dá alguma esperança de que ainda haja uma possibilidade da empresa virar a maré. Mas, ainda não há desenvolvimento em relação a uma licença especial para os negócios de Smartphones.

Recentemente, a AMD recebeu também uma licença dos Estados Unidos para continuar a fazer negócios com as empresas chinesas que estão na lista de entidades proibidas de usar tecnologia dos EUA. A empresa ainda não revelou o nome das empresas com as quais está autorizada a fazer negócios.

Tais desenvolvimentos significam que mesmo que não haja licença para a Huawei neste momento, os Estados Unidos estão a conceder licenças a empresas para fazer negócios com as empresas que estão na lista de entidades proibidas de usar tecnologia dos EUA. Assim, mais cedo ou mais tarde, as empresas poderão voltar a fazer negócios com a gigante chinesa Huawei.

Relacionado:  Realme narzo 30 5G com ecrã de 120hz e bateria gigante pode ser vosso por 163,54€ 

 

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!