Android Geek
O maior site de Android em Português

Huawei processa o departamento de comércio dos EUA por equipamentos apreendidos

No documento do tribunal, a Huawei revelou que havia enviado equipamentos de telecomunicações da China, onde se incluem um servidor de computador e um switch Ethernet, para um laboratório de testes na Califórnia. Quando foi terminado o teste, o equipamento deveria ter sido enviado de volta para a China.

Um processo judicial demonstrou que a Huawei instaurou uma acção judicial contra o departamento de comércio dos EUA por apreender alguns equipamentos de telecomunicações que foram enviados para os EUA da China.logo huawei No documento do tribunal, a Huawei revelou que havia enviado equipamentos de telecomunicações da China, onde se incluem um servidor de computador e um switch Ethernet, para um laboratório de testes na Califórnia. Quando foi terminado o teste, o equipamento deveria ter sido enviado de volta para a China. A empresa alegou na acção que nenhum pedido de licença foi feito porque nenhum era necessário. No entanto, o equipamento foi confiscado pelo governo dos EUA e mantido numa instalação no Alasca, e nenhuma decisão foi tomada sobre se uma licença era necessária para transportá-lo, disse o documento.

A acção que foi instituída na sexta-feira está a descobrir se o equipamento de telecomunicações é coberto pelas EAR (Export Administration Regulations). Em geral, o EAR determina se uma pessoa pode exportar uma coisa dos EUA, reexportar a coisa de um país estrangeiro ou transferir uma coisa de uma pessoa para outra num país estrangeiro. O EAR aplica-se a coisas físicas (por vezes referidas como "commodities"), bem como tecnologia e software. A gigante chinesa de tecnologia é da opinião de que o equipamento não exigia uma licença porque não se enquadrava numa categoria controlada e porque era feito para fora dos Estados Unidos e estava a ser devolvido ao mesmo país de onde veio. Assim, a empresa está a debater-se para que o equipamento seja disponibilizado para envio ou que o Departamento de Comércio decida que foi enviado ilegalmente.

 

Fonte

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais