Android Geek
O maior site de Android em Português

Se a Huawei perder mesmo o Android quem fica a ganhar? Samsung ou Apple?

Quem fica a perder são para já os consumidores e obviamente a Huawei e Honor. Mas não são os únicos, esta posição do Google, ainda que pressionada pelo governo dos EUA,  é uma mancha na credibilidade do Google que não será fácil de fazer esquecer.

A ordem executiva do governo de Donald Trump que coloca a Huawei fora da lista de empresas com as quais os americanos podem fazer negócios já está a ter efeitos imediatos. Para já, a Google exclui a chinesa Huawei de futuras actualizações e de implementar Serviços e Aplicações Google nos seus novos equipamentos.

Quem fica a perder são para já os consumidores e obviamente a Huawei e Honor. Mas não são os únicos, esta posição do Google, ainda que pressionada pelo governo dos EUA,  é uma mancha na credibilidade do Google que não será fácil de fazer esquecer.
A Huawei é acusada de fazer espionagem para o governo chinês, mas nenhuma prova foi apresentada (apesar de um diferendo legal com a T-Mobile sobre o robô Tappy, mas isso é outra coisa).

Google perde credibilidade

Esta tomada de posição (forçada) da Google passa uma mensagem muito clara às restantes empresas asiáticas que trabalham com a Google. Caso haja um diferendo político, o Google irá apoiar o governo dos EUA (com ou sem provas) e irá abandonar estas empresas, empresas como Xiaomi, OnePlus, Vivo e Oppo que têm parte dos seus negócios a passar pelos EUA, quer seja por componentes de hardware como chipsets da Qualcomm, quer seja pela utilização do Android da Google.
Gato escaldado de água fria tem medo, se há algo que esta situação irá acelerar é a procura de uma alternativa ao Android por parte das empresas Chinesas.

Samsung pode ter motivos para sorrir

Por outro lado, DJ Koh pode estar a abrir garrafas de champagne na sede da Samsung, uma vez que o seu maior adversário do Android foi essencialmente retirado do mercado por uma ordem executiva do governo dos EUA. As outras marcas chinesas podem suspirar de alívio que a ordem executiva não esteja diretamente apontada contra todas elas ... por enquanto.
Ao todo, até que esta batalha termine, e os problemas da Huawei com o licenciamento do Android forem resolvidos, há cerca de 20% de participação de mercado que pode ser dividida entre os abutres, perdão outras marcas. Como podem ver no gráfico abaixo:

20% de quota de mercado à mão de semear não são de todo "trocos". Para comparação a Samsung tem 23% de market share global, a Apple tem 12%.

Apple pode vir a ser das mais prejudicadas com este "ataque" à Huawei

A Apple, pode no entanto, vir a ter os seus próprios problemas se a China decidir retaliar contra este ataque À Huawei. Afinal, é na China que os iPhones são montados, e se o governo Chinês decidir impor taxas extra sobre o iPhone e / ou banir os dispositivos iOS por razões de "segurança", o mercado mais importante da Apple também desaparecerá.

Fica portanto a questão, quem ganhou com isto tudo?

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais