Governo de Biden deixa em aberto levantar sanções à Huawei

A escolhida pelo presidente Joe Biden para chefiar o Departamento de Comércio dos Estados Unidos prometeu proteger as redes de telecomunicações dos Estados Unidos das empresas chinesas, mas não fechou a porta a retirar a gigante de telecomunicações Huawei Technologies da lista negra da economia americana. “Eu vou usar o kit de ferramentas completo à minha disposição na medida do possível para proteger os americanos e a nossa rede da interferência chinesa ou qualquer tipo de influência secreta”, disse a governadora de Rhode Island, Gina Raimondo, em depoimento perante o Comité de Comércio do Senado dos EUA.

A escolhida pelo presidente Joe Biden para chefiar o Departamento de Comércio dos Estados Unidos prometeu proteger as redes de telecomunicações dos Estados Unidos das empresas chinesas, mas não fechou a porta a retirar a gigante de telecomunicações Huawei Technologies da lista negra da economia americana.

Governo de Biden deixa em aberto levantar sanções à Huawei 1

“Eu vou usar o kit de ferramentas completo à minha disposição na medida do possível para proteger os americanos e a nossa rede da interferência chinesa ou qualquer tipo de influência secreta”, disse a governadora de Rhode Island, Gina Raimondo, em depoimento perante o Comité de Comércio do Senado dos EUA.

O Departamento de Comércio do ex-presidente Donald Trump atacou a China em várias frentes, ao adicionar dezenas de empresas chinesas a uma lista negra de, onde se inclui a Huawei, a maior fabricante de Chipsets SMIC do país, a Hikvision e a fabricante de drones SZ DJI Technology.

Questionada pelo senador Ted Cruz se manteria a Huawei na lista negra da economia, Raimondo aponta que “pode rever a política, após consultar a indústria, consultar os aliados e fará uma avaliação sobre o que é melhor para a segurança nacional e Económica americana . ”

Oposição fiel à Política de Trump

O deputado Michael McCaul, e o senador republicano Ben Sasse criticaram a recusa em assegurar que a Huawei fica na lista negra.

“A Huawei é uma marionete do Partido Comunista Chinês e uma séria ameaça à segurança nacional”, disse Sasse.

Raimondo também se comprometeu a tomar medidas “agressivas” em resposta às práticas comerciais da China. “As acções da China têm sido anticompetitivas”, acrescentou ela, e diz que usará todas as ferramentas disponíveis para “nivelar o campo de jogo”.

 

Fonte

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!