Android Geek
O maior site de Android em Português

Google vai acabar com pesquisa instantanea porque não funciona em dispositivos moveis

O Google já não preencherá automaticamente os resultados da pesquisa à medida que digitamos, pois simplesmente não funciona em dispositivos móveis, e os dispositivos móveis é onde a maioria das pesquisas do Google acontecem nos dias de hoje. Na verdade, a Pesquisa Instantânea está morta por fim.

Lembram-se quando o Google introduziu pela primeira vez o que ele chama de Pesquisa Instantânea em 2010? O gigante da pesquisa afirmou que pouparia aos utilizadores milhões de segundos por hora, dando-lhes resultados de pesquisa instantâneos à medida que eles digitavam. Alguns adoraram, mas outros odiaram. Desenvolvido e lançado sob a orientação de Marissa Mayer, que era vice-presidente de pesquisa e experiência do utilizador, a Instant Search pode poupar alguns segundos, mas o atraso que isso trouxe acabou custando ainda mais tempo.

Google vai acabar com pesquisa instantanea porque não funciona em dispositivos moveis 1

A pesquisa instantânea correu ainda pior em dispositivos móveis: era contra-intuitivo e inconveniente para a página atualizar-se continuamente com base no que estava a ser digitado num ecrã tão pequeno – especialmente há alguns anos, quando o hardware do smartphone era muito inferior aos dispositivos de computação actuais.

O Google diz que o recurso foi removido para proporcionar uma melhor experiência para utilizadores de dispositivos móveis e tornar o Google consistente em todas as plataformas.
Hoje em dia, é claro, a maioria das pesquisas do Google acontecem em dispositivos móveis, e é por isso que o gigante da pesquisa finalmente decidiu livrar-se do recurso de Pesquisa Instantânea. Falando para Search Engine Land, um porta-voz do Google disse que o recurso foi removido para fornecer uma melhor experiência para usuários móveis e tornar o Google consistente em todas as plataformas.

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma 😉

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma ;)
close-link