Como é mais provável que as pessoas usem um processador de texto nos seus telefones e tablets do que num smartphone, não é surpresa que o Google Sheets tenha levado alguns meses extras para atingir a mesma marca de 500 milhões do Google Docs. 

Alguém quer apostar quanto tempo levará o Slides para alcançar o mesmo marco?