Google quer mudar o controlo de permissões do Android

Google quer mudar o controlo de permissões do Android

A Google está a tentar resolver um dos seus maiores problemas relacionados com a privacidade dos utilizadores Android. A empresa pretende dar liberdade aos utilizadores, para que estes possam escolher que permissões darão às aplicações que instalam nos seus dispositivos.

Actualmente ao instalar uma aplicação, aparece uma lista de permissões solicitadas pela aplicação a instalar, normalmente muito mais do que ele realmente necessita para funcionar, e o utilizador tem duas opções: ou aceita-as e a aplicação instala, ou recusa-as e a aplicação simplesmente não é instalada. Neste campo não existe um meio termo. Ou aceita ou não aceita, e conforme selecção, é ou não instalada a aplicação.

Com a novidade que a Google pretende implementar, será possível, por exemplo, impedir que uma aplicação tenha acesso aos contactos do utilizador, ou ás fotos armazenadas, ou que possa visualizar a tua localização e mesmo assim a aplicação será instalada, e na pratica tudo funcionará, só realmente aquilo que recusaste é que não funciona... se é que fazia falta para funcionar.

Relacionado:  Como alterar a taxa de atualização no Android para economizar bateria

A Bloomberg diz ter contactado uma fonte anónima ligada ao assunto em questão. Segundo essa fonte, espera-se que a novidade seja apresentada ainda este mês, durante o Google I/O, conferência anual da empresa com programadores, que também deve ter a apresentação do Android M.

O Google já tinha simplificado o modo como estas permissões são apresentadas aos utilizadores com as últimas actualizações do Android e do Google Play, mas o passo dessa vez vai mais longe, e irá permitir ao utilizador seleccionar o que um aplicação pode e não pode aceder.

 

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!