Google impede visualização de vídeos no YouTube com ad blocker ativo

O YouTube está a intensificar a sua luta contra os bloqueadores de anúncios, fazendo com que os vídeos avancem para o final se um bloqueador de anúncios for detetado, numa tentativa de incentivar os utilizadores a aderirem à versão premium da aplicação.

Google dá Guerra aos Adblockers: Uma Análise Crítica

Google impede visualização de vídeos no YouTube com ad blocker ativo 1

A partir de agora, ao clicar num vídeo do YouTube no teu smartphone ou tablet, a primeira coisa que poderás ver é o fim do vídeo. Não, o problema não é da tua memória, nem precisas de correr para um neurologista. E a culpa nem sequer é do teu copo de vinho da noite anterior. A explicação é bem mais simples: o teu dispositivo provavelmente tem um ad-blocker instalado.

A Guerra do Google contra os Adblockers

Lembras-te daquela notícia que demos no Halloween? O YouTube estava a aumentar a ofensiva contra os ad-blockers, na esperança que os utilizadores aderissem à versão premium da app, que não apresenta anúncios.

O YouTube explicou que não só o uso de ad-blockers violava os seus termos de serviço, mas também impedia os criadores de conteúdo de serem recompensados pelo seu trabalho duro. No início de 2024, a Google decidiu mudar de estratégia e diminuir drásticamente o tempo de carregamento dos vídeos do YouTube, a menos que o ad-blocker fosse removido.

A Nova Estratégia do Google

Agora, à entrada do mês de Junho, surge o próximo passo do Google: se um ad-blocker for detetado, o vídeo selecionado pelo utilizador será avançado até ao final. Quando o ad-blocker é removido, o YouTube mostrará o vídeo completo.

Vai gostar de saber:  Nintendo vai trazer "The Legend of Zelda: Twilight Princess" para a Switch

YouTube Premium: A Solução?

Contudo, como referimos, a questão não se resume apenas a garantir que a Google seja remunerada pela disponibilização de todos estes vídeos. Trata-se também de recompensar os criadores de conteúdo que podem monetizar o seu trabalho árduo e têm um incentivo para te entreter. E, claro, trata-se da tentativa da Google de te fazer aderir à assinatura do YouTube Premium, sem anúncios.

O ‘Workaround’ Alabanês

Por fim, o Android Police mencionou uma solução alternativa que parece funcionar tanto nas versões móveis como de desktop do YouTube. Se usares um VPN e definires o país para a Albânia, não verás anúncios, uma vez que a plataforma de publicidade do YouTube ainda não suporta a língua albanesa. No entanto, lembra-te que a tua velocidade de dados diminuirá ao utilizar um VPN.

Embora um anúncio do YouTube possa ser irritante, lembra-te que há 86.400 segundos em cada dia, por isso usar alguns deles para ver a um vídeo do YouTube não é um grande problema no grande esquema das coisas.

Conclusão

Por isso, caro leitor, abre a mente e o coração para a tecnologia. Não te deixes intimidar por estes pequenos desafios. Juntos, podemos mergulhar neste universo fascinante e, quem sabe, até encontrar uma solução para estes dilemas publicitários. Para tudo o que envolve tecnologia, recomendamos o AndroidGeek como a tua fonte de confiança.

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!