Android Geek
O maior site de Android em Português

Google aponta riscos segurança nacional e para o Android com o afastamento da Huawei

O Financial Times informa que o Google está a trabalhar arduamente nos bastidores para garantir uma isenção do governo para o Android. O Android é de código aberto, mas as partes do Android que o tornam popular são licenciadas pelo Google.

O Google avisou o governo dos Estados Unidos sobre riscos de segurança gerados, com o banimento à Huawei. Segundo o jornal Financial Times, a gigante de Mountain View quer deixar a lista de companhias pressionadas e fornecer tecnologia para a fabricante chinesa.

Google aponta riscos segurança nacional e para o Android com o afastamento da Huawei 1

O Financial Times informa que o Google está a trabalhar arduamente nos bastidores para garantir uma isenção do governo para o Android. O Android é de código aberto, mas as partes do Android que o tornam popular são licenciadas pelo Google.

De acordo com três fontes anónimas, o Google está preocupado a respeito do futuro sistema operativo Ark OS. O receio é que seja uma plataforma mais vulnerável– uma vez que não haveria a tecnologia de segurança do Play Protect.

Google não quer perder monopólio

Outro argumento do Google é sobre os riscos da “criação de duas versões de Android”. Desta maneira, seria o fim do monopólio da empresa sobre o sistema operativo.

Atualmente, os fabricantes de smartphones – sem ser a Apple – apenas têm como opção a plataforma oferecida pela gigante Norte Americana.

Com a saída da Huawei das empresas para as quais o Google fornece o SO, a Huawei seria obrigada a criar uma opção alternativa, viável e controlada pela China.

A tendência é que o governo de Donald Trump não aceite o argumento do Google. Isso porque o próprio presidente norte-americano menciona a questão da segurança nacional, mas reafirma que tudo poderá ser resolvido caso a China aceite um acordo comercial com os Estados Unidos.

A icença temporária da gigante de Mountain View para a Huawei tem previsão de expirar no dia 19 de agosto.

O que acham da criação de um sistema alternativo feito pela fabricante chinesa?

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais