Android Geek
O maior site de Android em Português

Fracasso do LG G5 desencadeia demissão de executivos da companhia

A companhia com sede em Seul, a LG anunciou na passada sexta feira dia 1 de julho algumas mudanças no seu departamento de dispositivos moveis. O principal catalisador destas mudanças foi sem duvida o fracasso de vendas do novo flagship da companhia: O LG G5. Na verdade este novo LG G5 iniciou o seu percurso com bons números de vendas, mas não se conseguiu manter acima da linha de água e é neste momento considerado um "Flop" de vendas.

LG_G5_gifff.gif

Como consequência direta destes resultados, alguns executivos da empresa foram demitidos, e a empresa criou uma Task Force para supervisionar a criação dos novos modelos.

O anúncio desta sexta é porque o último flagship da LG Electronics falhou em gerar vendas"

"A unidade de negócios no exterior terá um papel maior na divisão mobile. O propósito do realinhamento se destina a manter o negócio de celulares da LG funcionando em meio à situação desafiadora no mercado".

Disse a LG ao jornal Korea Times. 

A LG é conhecida pela sua resiliência e capacidade de se reinventar e aos seus produtos e espera que as alterações que implementou a nível interno tragam retorno palpável nos próximos produtos a lançar.

"Espera-se que o mercado de smartphones seja cada vez mais competitivo em 2016 devido a modelos premium de concorrentes a serem lançados, além da concorrência de preços ainda maior na fatia de mercado de massa".

O chefe de mobile, Cho Juno, vai supervisionar o PMO (Task Force). Este departamento terá a autoridade de supervisionar o desenvolvimento de novos produtos, assim como tratar do marketing e vendas, Oh Hyung-hoon, será responsável pela liderança, com apoio do vice presidente da unidade, Ha Jeong-wook.

Podemos especular sobre o que traçou estes resultados menos positivos do LG G5, pois trata-se na verdade de um bom equipamento, mas o preço a que foi apresentado, aliado ao facto deter saído com especificações  inferiores em mercados pujantes como o Brasileiro, e o elevado custo dos módulos e a não disponibilização destes em todos os mercados mancharam o projecto inicial talvez de forma irreversível.

Qual a vossa opinião?

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais